Dr. Beda chama atenção para a luta por cirurgia reparadora de mama gratuita

Tema foi abordado no terceiro evento realizado pelo hospital neste Outubro Rosa

Saúde
Por Gabriela Lessa
26 de outubro de 2021 - 22h21
Pacientes oncológicas junto à diretora administrativa do Grupo IMNE, Martha Henrique e a mastologista Maria Nagime (Foto: Carlos Grevi)

O Hospital Dr. Beda chama a atenção para a importância do acesso gratuito à cirurgia reparadora da mama para mulheres que enfrentaram o câncer. O tema foi abordado no terceiro evento realizado pelo hospital, como parte da campanha do Outubro Rosa, nesta terça-feira (26), no Guarus Plaza Shopping, em Campos dos Goytacazes.

Mastologista Maria Nagime (Foto: Carlos Grevi)

A mastologista Maria Nagime explica que há conversas em andamento com a Prefeitura de Campos dos Goytacazes para que as mulheres tenham acesso ao implante pelo SUS. “A gente consegue fazer a cirurgia, mediante aquisição do implante, que pelo SUS não há possibilidade de conseguir, porque o valor que pagam não é suficiente para adquirir. Neste outubro rosa estamos buscando parcerias para tentar, junto à Prefeitura, conseguir viabilizar a aquisição desses implantes e também a logística, com ambulatórios, para poder realizar esse projeto, em parceria com o Instituto. Dessa forma, seria possível realizarmos as cirurgias de  reconstrução em paciente do SUS”, explica Dra. Maria.

Diretora administrativa do Grupo IMNE, Martha Henriques (Foto: Carlos Grevi)

Segundo a diretora administrativa do Grupo IMNE, Martha Henriques, há conversas em andamento também com a iniciativa privada. “A gente já teve encontros com empresas privadas aqui em Campos para que também participem deste projeto. O papel da mulher é importante no contexto familiar e quando ela está bem, a família toda fica bem”, disse.

O evento realizado no Guarus Plaza Shopping contou com a presença da Orquestrando a Vida, que abriu a noite com uma apresentação. Além disso, houve um desfile com cinco pacientes oncológicas que também estiveram presentes nos eventos anteriores. Andréa Rodrigues foi diagnosticada em dezembro de 2020 e conta que o evento renovou a sua autoestima e força para lutar.

“Pra mim tem sido de grande ajuda. Eu perdi muito a autoestima, pela perda dos cabelos e por todo o processo. Essa troca é muito bacana, porque vemos que outras pessoas sentem as mesmas dores e não estamos sozinhas. Nos ajudamos e isso é muito importante. A gente vai também alertando a outras pessoas, para que isso não fique apenas em outubro. O diagnóstico precoce é essencial. Tem que fazer o autoexame, procurar o médico, sendo diagnosticado no inicio são maiores as chances de cura”, conta Andréa.

Já a Waleska Murad, foi diagnosticada em março de 2020 e ela conta que foi um impacto muito grande receber a notícia, mas receber o apoio da equipe multidisciplinar do OncoBeda foi essencial. “No primeiro momento, é como uma sentença de morte. Até você descobrir todos os detalhes, é muito difícil. É uma etapa de cada vez, sempre torcendo para que não seja o pior. Mas hoje estou super bem, comecei a voltar a ter autoestima alta e trabalhar isso com terapia. A equipe médica do OncoBeda é maravilhosa, sustenta a gente e ajuda muito  em todo o tratamento. Me sinto super vitoriosa. A gente sabe que é uma luta constante, mas estou super feliz”, diz.

Martha Henriques ainda fala sobre o principal objetivo da realização desses eventos. “É muito importante a divulgação e promoção desses eventos, porque não é só desfilar, em si. A gente não está julgando a beleza. Está ajudando na autoestima e bem-estar de cada uma, o que é muito mais importante. Quando essas mulheres pisam na passarela e fotografam, elas se sentem valorizadas e inseridas de volta ao contexto que estavam antes do câncer. Além de chamar a atenção para outras mulheres que, muitas vezes, têm uma negação. Ao ver aquela pessoa desfilando, que enfrentou todos os processos, ela entende que terá uma vida normal de novo. Essa é a grande mensagem”, explica Martha.

O desfile de moda foi apresentado pela colunista e blogueira do Terceira Via, Priscyla Bezerra, que também moderou uma roda de conversa com o público. Em nome do Guarus Plaza Shopping, Jéssica Marques fala sobre a importância de receber o evento. “Pra gente é de extrema importância contribuir com um evento tão grandioso, tão rico e com uma causa tão importante. Estaremos sempre de portas abertas e é necessário lembrar que o tema não deve ser debatido apenas em outubro, mas nos conscientizar o ano todo”, disse.

Leia também!

Desfile de pacientes oncológicas do Dr. Beda exalta alegria e força neste outubro rosa