Deputado Christino Áureo fala sobre PEC do auxílio em encontro na CDL em Campos

Reunião contou com presença de representantes da CDL, Acic e de municípios vizinhos

Geral
Por Redação
4 de agosto de 2022 - 20h16

O autor e relator da PEC do auxílio emergencial, deputado federal Christino Áureo (PP) esteve nesta quinta-feira (5) em reunião com representantes do poder público e de diversos setores dos municípios de Campos e região para falar do projeto de emenda que vai aumentar o valor do auxílio emergencial, de R$ 400 para R$ 600 e estender o benefício a taxistas e caminhoneiros. O secretário de Agricultura de Campos Almy Junior também esteve na reunião.

Quando a sociedade e todos que pagamos impostos, vemos a miséria na rua, nos sentimos responsáveis por combater aquilo e ajudar essas pessoas. Esse senso voluntário, de filantropia e solidariedade é muito típico do Brasil, é muito nosso, mas acontece que o cidadão, mesmo a classe média, já está muito pressionada. Não é justo que ainda recaia sobre a classe média e os pagadores de impostos, a responsabilidade de fazer coisas que é o orçamento público que deve fazer. Não é justo colocar a culpa na sociedade, que já sofre os efeitos da pandemia, de manter, ainda, sob forma de doações e ajudas aqui e ali, algo que é o poder do recurso do nosso imposto que tem que socorrer

Christino disse que enfrentou o assunto da PEC com força, foi por enxergar a responsabilidade do orçamento público. “orçamento público não é para ficar pagando juros a banco e dando resultado primário para o Brasil enquanto a miséria está na rua todo dia”

O deputado classificou como “balela” e “mentira”, as críticas que apontavam que a PEC destruiria o resultado fiscal do país. “Nunca o nosso país arrecadou tanto. Recorde absoluto de arrecadação no nível federal e no nível dos estados. E de onde essa arrecadação foi tirada? Foi tirada através dos impostos, do bolso da população, principalmente da população mais pobre, que mesmo sem ter carro, paga a elevação do custo do combustível através do preço embutido nos alimentos”,   

Sobre a concessão da BR 101 à Arteris, Christino Áureo, que também é presidente da Comissão Externa de Acompanhamento da Concessão da BR-101 Norte também se posicionou. “Nós não vamos aceitar qualquer ‘relicitação’ que não interessa à nossa região” disse.

O deputado falou ainda sobre a acusação das emendas estarem sob orçamento secreto. “Se tem orçamento secreto para mim, vocês, por favor, descubram porque todas as minhas emendas não têm nada de secreto. Eu faço questão de que elas sejam absolutamente explícitas. Todas têm a minha autoria dizendo para que foi e em que município foi. O estado do Rio mandou em 2021 para a União R$143 bilhões e nós recebemos de volta, pela via normal, apenas R$ 27 bilhões. Os deputados federais têm que batalhar e irem lá buscar”, enfatizou Christino.