Rubens Bomtempo declara apoio à pré-candidatura de André Ceciliano ao Senado

Como presidente da Alerj, André propôs e aprovou doação de R$ 30 milhões para vítimas das enchentes de fevereiro

Geral
Por Blog dos Jornalistas
28 de junho de 2022 - 15h28
André Ceciliano (à esquerda) e Rubens Bomtempo. (Fotos: Divulgação)

Único prefeito do Partido Socialista Brasileiro (PSB) no estado do Rio, o petropolitano Rubens Bontempo declarou apoio ao nome do pré-candidaturo do PT ao Senado, André Ceciliano. Na noite desta segunda-feira (27), o prefeito de Petrópolis participou com André da prestação de contas do vereador Dudu (MDB), em que estiveram presentes também o vice-prefeito, Paulo Mustrangi, secretários municipais e vereadores. Como presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), André propôs e aprovou em plenário, por unanimidade, a doação de R$ 30 milhões, fruto de recursos economizados do orçamento da Casa, para as vítimas das enchentes de fevereiro deste ano, fato que foi muito lembrado pelo prefeito em seu discurso.

“Gratidão não prescreve. Ceciliano foi o primeiro a prestar ajuda e solidariedade no momento mais delicado da recente tragédia. Destinou R$ 30 milhões à cidade. Petrópolis tem uma dívida de gratidão com ele. Não podemos deixar de estar agora com Ceciliano nesta caminhada”, afirmou Bomtempo, sob aplausos da platéia. “André é uma daquelas pessoas que faz a diferença. Muita coisa nos une. O jeito que enxergamos nosso estado, por exemplo. Esse cara é do povo. Esse cara é nós”.

Em discurso, André falou da sua trajetória, da importância do diálogo e como conseguiu ajudar o Rio a sair da crise em que se encontrava em 2017, quando assumiu a presidência da Alerj, em meio à maior crise política e econômica da história do estado.

“Foi como pegar um barco desgovernado em meio a tempestade, com mar revolto”, resumiu. “Mas, com diálogo, conseguimos fazer com que o Rio ingressasse no Regime de Recuperação Fiscal, aprovemos leis importantes para ajudar a economia e pessoas mais necessitadas, como foi o Supera RJ, e hoje vivemos uma situação inteiramente diferente”, disse.

Petrópolis foi a primeira cidade do estado a receber recursos doados pela Alerj para conter os impactos das tempestades de Verão. Os recursos são fruto de economias da atual direção da Alerj, que ao longo dos anos tem conseguido fazer uma gestão austera e responsável. Nos últimos três anos, a economia foi superior a R$ 2 bi.

Além de Petrópolis, também receberam doações outras 26 cidades atingidas pelas chuvas este ano. Foram elas: Itaperuna, Cambuci, Aperibé, Italva, Laje do Muriaé, Miracema, Santo Antônio de Pádua, Itaocara, Bom Jesus do Itabapoana, Porciúncula, Varre e Sai, Natividade, Cardoso Moreira, São José de Ubá, Carmo, São Fidélis, Barra do Piraí, Cachoeira de Macacu, Miguel Pereira, Paraíba do Sul, Rio Claro, Santa Maria Madalena, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra, São Sebastião do Alto e Trajano de Moraes.