PCdoB aprova por unanimidade apoio à pré-candidatura de André Ceciliano ao Senado

Ato que formalizou o apoio a André foi realizado na manhã desta segunda-feira

Blog dos Jornalistas
Por Blog dos Jornalistas
27 de junho de 2022 - 14h56
Ato teve participação de Marcelo Freixo, pré-candidato a governador pelo PSB. (Foto: Divulgação)

Por unanimidade, o PCdoB-RJ aprovou o apoio do partido à pré-candidatura do deputado André Ceciliano (PT) ao Senado Federal. A mesma posição já havia sido tomada pelo PV, em 28 de abril. Ao lado do PT, eles formam a federação de partidos Brasil da Esperança. O ato que formalizou o apoio a André foi realizado na manhã desta segunda-feira (27), na sede do partido, no Centro do Rio, e contou com a presença do deputado federal Marcelo Freixo, que é pré-candidato do PSB ao governo do Rio e da federação Brasil da Esperança.

“O André é o único candidato ao Senado da nossa coligação”, disse o presidente da federação no Rio e presidente do PT-RJ, João Maurício de Freitas.

“Esse apoio foi uma construção política, após um longo processo de discussão sobre o melhor para o Lula, para o Freixo, para o Brasil e para o Rio”, disse a deputada Jandira Feghali. “A unidade política hoje está acima de tudo. Temos que ter unidade suficiente para não permitir que se eleja um senador Bolsonarista. Precisamos eleger o senador do Lula, que é o André Ceciliano”, completou.

Freixo reforçou a necessidade de unidade. Ele lembrou que Lula terá em André um companheiro leal. “Nos momentos mais difíceis do PT, e eles não foram poucos, o André não saiu do PT. O Lula precisa eleger um senador que, independentemente do que estiver acontecendo, vai estar ao lado dele, em nome de um projeto”, afirmou.

Também esteve presente a deputada estadual Enfermeira Rejane, que este ano tenta uma vaga na Câmara. “Aprendi muito com o André como presidente da Alerj. Ele sabe juntar os diferentes, tem jogo de cintura e sabe dialogar. É um deputado que tem mais de 390 leis aprovadas, fez o Fundo Soberano, o Supera RJ… Ele sabe que ninguém consegue avançar sozinho”, disse a deputada, que ainda lembrou que, desde 1988, os profissionais de Saúde tentavam ter seu plano de cargos e salário e isso só aconteceu, finalmente, graças à capacidade de diálogo de André na presidência.

O presidente do PCdoB-RJ, João Batista Lemos, disse que Lula dá um exemplo quando busca formar uma grande frente ampla, chamando Geraldo Alckimin para vice. “E aqui no Rio, o Freixo está no esforço de fazer o mesmo com César Maia. Isso é fundamental para ampliar forças e derrotar o Bolsonarismo”. “O PCdoB pode não ser numericamente grande, mas tem uma história gigante”, resumiu João Batista.

André agradeceu o apoio, fez um resumo da sua trajetória na Alerj, as leis de sua autoria em prol da economia do Rio e das pessoas mais necessitadas. E concluiu: “Ninguém pode ser candidato de si mesmo. Esse apoio é uma honra e podem ter certeza que vou estar à altura dessa confiança”, disse André. “Eu não corro de bola dividida, quando a opinião publicada pressiona eu mantenho as minhas posições. O presidente Lula sabe que pode contar comigo”.