Subsecretaria de Políticas para Mulheres e CEAM fazem campanha de conscientização contra a violência

No final de semana, a equipe percorreu vários pontos da praia do Farol de São Thomé

Geral
Por Redação
23 de janeiro de 2022 - 15h51

A equipe da Subsecretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM) e o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) marcou presença neste final de semana da programação Verão de Todos Nós, que acontece em parceria com o Sesc Verão – Farol de São Tomé.  Foi mais uma ação para divulgação das redes de atendimento à mulher, onde também  foram oferecidos atendimentos rápidos com conscientização a respeito dos direitos das mulheres em diferentes pontos da praia campista.  Durante a ação, o público feminino foi muito receptivo à equipe.

– A cada ação que fazemos, mais pessoas conhecem os equipamentos existentes em defesa da mulher e isso é muito importante para que essas informações sejam repassadas.  As orientações foram de grande importância, inclusive sobre os programas da prefeitura. O público feminino aderiu muito bem à nossa visita – disse a subsecretária Josiane Viana. 
A subsecretária Josiane Viana falou sobre a iniciativa. “Percorremos a orla, visitando vários espaços como a feira de artesanato, espaço do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), tenda cultural e Casa de Cultura Félix Carneiro, espaço da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, além da feira do Parque Estadual da Lagoa do Açú (Pelag). É uma oportunidade de estarmos divulgando toda rede de proteção existente hoje para as mulheres vítimas de violência doméstica”, explica a subsecretária. 

A equipe também esteve na Arena Esportiva prestigiando as atletas olímpicas Sandra Pires e Jackie Silva, medalhistas de ouro nas Olimpíadas de Atlanta, em 1996, no vôlei de praia feminino. Elas foram pioneiras no país a chegar ao ponto mais alto do pódio em Jogos Olímpicos. “É muito importante que mulheres inspiradoras como elas estejam em eventos como o da programação do Verão do Farol. Em nossas ações, levamos conscientização e também muito orientação para que a mulher não esqueça de que ela pode tudo e pode estar onde quiser”.   
Na última quarta-feira (19), a equipe também esteve na praia do Farol divulgando as redes de atendimento às mulheres entre moradores, turistas e comerciantes. O objetivo é alertar as mulheres e evitar que continuem sendo vítimas de diferentes tipos de violência e, também, inseri-las nas políticas públicas de enfrentamento. Nos últimos 15 anos, várias leis surgiram para dar amparo legal às vítimas de diferentes tipos de violência e à criminalização dos responsáveis.