São João Barra suspende veículos pesados nas estradas vicinais

Trabalhadores relatam dificuldade para chegar ao Porto do Açu na manhã desta sexta-feira

Geral
Por Redação
14 de janeiro de 2022 - 8h10
(Foto: Divulgação)

A proibição de veículos pesados trafegarem pelas estradas vicinais de São João da Barra está afetando a rotina dos trabalhadores do Porto do Açu. Na noite desta quinta-feira (13), funcionários relataram atraso de duas horas na saída do trabalho. Na manhã desta sexta, funcionários de uma das empresas do complexo portuário informaram ao Jornal Terceira Via que teriam que entrar no turno às 7h, mas só conseguiram chegar às 8h25 por causa da demora que está ocorrendo para a liberação do trânsito de veículos de passageiros no desvio que está sendo utilizado, já que a BR-356 continua fechada por causa do rompimento do dique de São Bento.

“Ontem eu cheguei em casa 23h, normalmente chego  21h. Informaram que era preciso uma autorização para o ônibus passar  e essa autorização demorou mais de uma hora e meia pra chegar, hoje de manhã já havia uma fila grande, inclusive de caminhões, que não estão autorizados a passar, o que complicou mais a situação”, informou um funcionário que preferiu não se identificar.

Em nota, a administração do Porto informou que vem atuando junto com o município e que a medida causa impactos operacionais.

O Porto do Açu vem atuando junto ao Município e demais autoridades desde o início dos impactos das enchentes na região, na tentativa de minimizar seus efeitos, tanto para as operações do complexo quanto para a comunidade. A Administração Portuária vem contribuindo com máquinas, equipamentos, operadores, sinalização e manutenção emergencial de vias e doações humanitárias, além de manter o diálogo constante com os órgãos responsáveis.

Desde a interrupção do seu acesso rodoviário principal pelo rompimento do dique junto à BR 356, o Porto do Açu vinha operando em regime contingencial por mais de 30h, sem detectar qualquer interrupção de vias e com baixo impacto operacional.

O bloqueio da rota alternativa sugerida pelo próprio Município para veículos pesados e ônibus desde o início da noite de ontem vem acarretando impactos operacionais ao empreendimento e causando significativo impacto viário.

A Administração Portuária está trabalhando em todas as frentes cabíveis para reverter a situação do bloqueio e retomar o acesso, minimizando as perdas para as operações do complexo e para a comunidade local.

As operações realizadas no Porto do Açu são atividades essenciais e fundamentais para a economia da região. Sua continuidade de forma segura e em equilíbrio com as necessidades locais é prioridade, no momento
”, diz a nota enviada pelo Porto do Açu.

Decreto

A Prefeitura de São João da Barra publicou um decreto, determinando que a partir desta quinta-feira (13), veículos pesados não poderão mais trafegar nas estradas vicinais de São João da Barra. Segundo decreto da Prefeitura, a proibição vale para ônibus, micro-ônibus, carretas, caminhões-betoneiras e veículos de carga. A exceção é para veículos pesados que atendem serviços públicos essenciais, transporte de combustíveis, gêneros alimentícios, medicamentos e ônibus exclusivamente para transporte público de passageiros.

 Também nesta quinta-feira a Prefeitura divulgou nova rota alternativa para acesso ao município. O tráfego na BR-356 entre Barcelos e Caetá continua interrompido devido ao rompimento do dique de Barcelos. As consultas ambulatoriais na rede municipal de saúde estão suspensas até que a situação seja normalizada.

Confira a nova rota de desvio na BR-356, no sentido São João da Barra: 

Entrar em Barcelos, seguir por Campo Novo, Venda Nova e Beira do Taí, passando por Pipeiras, Palacete, Vila da Terra e retornando à BR-356 no trevo de Caetá.

Outra opção é seguir pela RJ-216, no sentido Baixada Campista até Mussurepe, passar por São Bento, Cazumbá e Sabonete.

Os telefones de emergência para ocorrências são: 
199 – Defesa Civil Municipal
(22) 99915-3153 e (22) 2741-1190 – Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp).