Radar Regional: responsável por aluna do Ciep do Eldorado denuncia más condições da unidade

Banheiros em péssimo estado e galerias sem tampa são alguns dos problemas; VEJA VÍDEO

Geral
Por Clícia Cruz
24 de novembro de 2021 - 13h10
Madrasta de aluna do 2º ano fez as imagens (Foto: Reprodução/vídeo)

A Prefeitura de Campos divulgou em seu site oficial, nesta terça-feira (23), que o ensino híbrido está acontecendo em 70 unidades da rede municipal de Educação. A retomada das aulas, que a Prefeitura inclusive denominou “Ensino Híbrido Seguro”, não está sendo tão segura assim no Ciep municipalizado do Eldorado, segundo denúncias da responsável por um dos alunos. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a falta de estrutura do local. A reportagem foi exibida esta quarta-feira (24), no Radar Regional, apresentado por Roberta Barcelos, na Terceira Via TV.

LEIA TAMBÉM

Ensino híbrido na rede municipal atinge 70 unidades em Campos

No vídeo, é possível perceber a falta de condições estruturais e de higiene das dependências do Ciep, que já está recebendo alunos. As imagens foram feitas por Fernanda Azevedo, que foi à escola levar a enteada de sete anos, que cursa o 2º ano do ensino fundamental. “Eu precisei subir para entregar as atividades dela na secretaria e fiquei chocada com o que vi. As crianças andando sem nenhum adulto para instruir, criança sem máscara, um menino colocou a boca na torneira suja para tomar água, não tem copo descartável, não tem papel higiênico no banheiro”, relatou Fernanda, que disse que a enteada não retornará à aula presencial enquanto a escola estiver nesse estado.

Ela também relatou que não encontrou nenhum recipiente com álcool a disposição dos alunos e que, ao entrar na escola, não recebeu álcool para passar nas mãos. “Eu não tive coragem de ir pra casa. Fiquei lá até minha enteada sair. Ela não vai retornar. A mãe dela também concordou que não há condições. Eu mandei os vídeos pro prefeito, pro Instagram dele, pra ele ter ciência da situação. Ele ainda não respondeu”, relatou Fernanda.     

Nos vídeos enviados à redação do Terceira Via aparece uma criança descalça, com a máscara no queixo, procurando um bebedouro para tomar água. Nas imagens também é possível ver os banheiros em condições precárias de funcionamento e as paredes da unidade necessitando de pintura. Janelas sem vidros, sem nenhuma proteção também aparecem nas imagens. No pátio, bueiros sem tampa e galerias com a tampa quebrada oferecem perigo aos alunos.

A mãe relata que circulou pelos corredores, e em momento nenhum encontrou algum responsável para orientar as crianças que foram à unidade fazer provas, que ocorreram no turno da manhã, de 9h às 11h, segundo relatou Fernanda.

Veja na íntegra a nota da Prefeitura sobre o assunto:

Essa unidade não está ofertando aulas presenciais ainda e também não se encontra no modelo híbrido de ensino. As aulas continuam sendo oferecidas de forma virtual aos alunos do Ciep Carmem Carneiro. Os pais de alunos comparecem à unidade somente para entrega e retirada de atividades pedagógicas e kits alimentares.

A exceção aconteceu apenas nos dias de aplicação da Prova Caed, avaliação diagnóstica dos alunos do 2º ao 9º anos do Ensino Fundamental, que contemplou cerca de 240 estudantes nessa unidade, utilizando apenas as salas limpas e estruturadas, com distanciamento social e respeitando as normas de biossegurança previstas.

O secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, professor doutor Marcelo Feres, assegura aos pais que somente as escolas fiscalizadas e autorizadas pela Vigilância Sanitária serão reabertas para a segurança de todos.

A Seduct realizou o pregão para contratação de empresa especializada em manutenção. No entanto, as empresas que venceram o processo licitatório foram desclassificadas por não terem apresentado toda a documentação exigida para assinatura do contrato, conforme edital publicado no Diário Oficial do município. Essa desclassificação atrasou o processo, que visa a manutenção preventiva (periódica) e corretiva predial tanto em imóveis próprios quanto alugados.

“Nesta semana, a Prefeitura promoveu uma reunião com as empresas que participaram do processo e os segundos colocados de cada uma das cinco regiões estão sendo convocados para apresentação de documentos”, explicou o secretário.


Assista ao vídeo: