Agências de Correios Comunitárias retomam atendimento em 16 localidades de Campos

A retomada do serviço foi viabilizada por meio de Acordo de Cooperação Técnica (ACT) firmado pela prefeitura com os Correios

Campos
Por Redação
27 de outubro de 2021 - 11h10
Agências estavam fechadas desde 2019 (Foto: Divulgação)

Dezesseis agências de Correios Comunitárias (AGCs) voltaram a funcionar nesta segunda-feira (25), em localidades de diferentes regiões de Campos. A retomada do serviço foi viabilizada por meio de Acordo de Cooperação Técnica (ACT) firmado pela prefeitura com os Correios e, agora, o município conta com 24 AGCs.

A Prefeitura fica responsável pelo pagamento de pessoal, além da manutenção da unidade e operação dos equipamentos. Os Correios direcionam a carga postal para cada agência e acompanham a prestação do serviço à comunidade.

Segunda a Prefeitura de Campos, as 16 agências foram fechadas em 2019, por falta de renovação do contrato pelo governo passado com a empresa pública. Para o secretário da Casa Civil Municipal, Suledil Bernardino, a reabertura das AGCs demonstra o comprometimento da municipalidade com a população do interior.

– O serviço de envio e entrega de correspondências e distribuição de encomendas é considerado essencial e o objetivo do prefeito é facilitar, aos moradores de localidades mais distantes, o acesso a esse serviço, encurtar distâncias entre os usuários e a prestação do serviço. Mesmo com toda tecnologia, que possibilita uma comunicação em tempo real, os serviços oferecidos pelos Correios são fundamentais na rotina da maioria da população. Os encarregados, que são moradores da região onde as AGCs funcionam, passaram por treinamento e vão desenvolver um excelente trabalho” – destacou Suledil.

– Muitas vezes precisei ir até o Braga (Saturnino Braga), gastando com passagem, às vezes não tendo tempo de ir e até perdendo prazo. Hoje estou feliz, pegando minhas encomendas perto de casa, aqui em Baixa Grande. O prefeito cumpriu a promessa que fez e voltou com as agências dos Correios, que são muito importantes para a gente, que mora mais longe do Centro, da agência central – contou Rozângela Maria Pereira Freitas, que foi atendida na AGC de Baixa Grande.

O chefe da Divisão de AGCs da Casa Civil, Rico Sardinha, conta que o acordo com os Correios prevê o prazo de cinco anos de cooperação técnica. São 25 encarregados, sendo que a agência de Farol de São Tomé, em função do volume de correspondências, tem dois responsáveis. As 16 agências comunitárias reabertas funcionam, além de Baixa Grande, em Poço Gordo, Mussurepe, Marrecas, São Martinho, Campo Limpo, Beira do Taí, Ponta Grossa, Dores de Macabu, Ponta da Lama, Lagoa de Cima, Santa Cruz, Serrinha, Conselheiro Josino, Vila Nova, Murundu. Outras oito funcionam em Morro do Coco, Santa Maria, Ibitioca, Morangaba, São Sebastião, Saturnino Braga, Farol e Tócos.