Prefeitura de Campos confirma oscilação de temperatura no armazenamento de Coronavac

A Secretaria de Saúde suspendeu a aplicação das doses de Coronavac e notificou o Governo do RJ sobre o ocorrido, mas ainda não descartou o imunizante

Geral
Por Yuri Ramos (Estagiário)
14 de setembro de 2021 - 13h23
(Foto: Divulgação/Governo do Estado do Rio de Janeiro)

A Prefeitura de Campos confirmou a informação de que houve uma oscilação de temperatura temporária no armazenamento das doses do imunizante Coronavac.

Em nota, a Secretaria de Saúde do município informou que testes foram feitos e que a oscilação na temperatura não afetou o comprometimento das doses. “Os testes realizados mostraram que as doses não sofreram congelamento. A variação na temperatura não afeta as vacinas de tecnologia de vetor viral e de RNA (astrazeneca e pfizer), mas, em função da tecnologia usada na Coronavac, de forma preventiva, a Secretaria optou por colocar as doses destes imunizante sob observação, e suspendendo temporariamente a aplicação.” disse a Prefeitura.

A Coronavac é um dos imunizantes que faz parte da campanha de vacinação contra a Covid-19 da cidade de Campos. A prefeitura não estimou a quantidade de doses atingidas na oscilação de temperatura.

Ainda segunda a Prefeitura, todos os imunizantes recebidos em Campos sempre foram armazenados adequadamente, seguindo as orientações dos fabricantes e do Ministério da Saúde, e que o ocorrido foi informando ao Governo do Estado para a realização de novos testes antes de liberar o produto.