Campos corre o risco de perder fábrica da Italac para Itaperuna

.

Coluna do Balbi
Por Coluna do Balbi
29 de agosto de 2021 - 0h35


Campos corre o risco de perder fábrica da Italac para Itaperuna
Chegou a ser anunciado oficialmente pela Italac Laticínios, em ato com a presença do governador Cláudio Castro, que a empresa, uma das gigantes do setor, montaria uma fábrica em Campos, o que essa coluna registrou em primeira mão antes de ser oficial. Mas os ventos teriam mudado: a Italac estaria negociando o parque fabril da Marília Laticínios em Itaperuna, prevendo um grande entreposto em Campos como compensação. Agora é esperar o que acontece e não chorar pelo leite derramado.

Usina Paraíso está sendo reformada com investimento inicial de R$ 30 milhões e quer ser uma das mais modernas do país
Como essa coluna já havia adiantado a usina Paraíso, em Tócos está sendo totalmente remodelada para voltar a moer. É um empreendimento da COASGRO e do MPE/Agro, em um investimento da ordem de R# 30 milhões de início. Paraiso tende a ser uma das usinas mais modernas do país, operando com alta tecnologia. A previsão é de que ela volte a moer na safra de 2023.

Pernambucanas vai ser âncora no Boulevard e montará loja no Centro
O Shopping Boulevard ganha até setembro mais quatro lojas, sendo uma âncora que será a Pernambucanas. No que se refere às Pernambucanas, que é de capital aberto, ela tem a intenção de se instalar na área central da cidade e já identificou o local, com mais de 400 metros quadrados de piso. O negócio deve ter desfecho essa semana em São Paulo com a aprovação do conselho da empresa.

Leader Magazine vai usar estacionamento da loja da 13 de Maio para ampliar negócio
A Leader Magazine, que se instalou na Rua 13 de Maio, onde funcionou a agência do banco HSBC, vai ampliar seu espaço físico. O estacionando com acesso pela Theotonho Ferreira de Araújo deixa de existir e o terreno já está sendo preparado para uma nova construção. A dúvida é se a Leader vai ampliar mesmo sua atividade normal no local ou irá fazer o que no mercado é chamado de mix, ou seja, pequenas lojas satélites.

Paulo Hirano com o prefeito e o vice (Foto: Carlos Grevi)


Paulo Hirano assume Secretaria de Saúde de Campos, cargo que já desempenhou em outras gestões

Com um currículo médico irrepreensível e reconhecido por sua diplomacia, Paulo Hirano será o novo secretário de Saúde de Campos, substituindo Adelsir Barreto que estava no cargo desde o início do governo de Wladimir Garotinho. Hirano já havia sido secretário de Saúde entre 2009 e 2016, ao tempo dos dois mandatos da então prefeita Rosinha. A coluna deseja sorte em mais esse desafio.

Petróleo e gás terão investimentos de R$ 50 bi e geração de 62 mil empregos no estado nos próximos três anos
A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) lançou na semana passada a 6ª edição da publicação Anuário do Petróleo no Rio, reunindo autoridades e empresas do mercado. O estudo apresenta o panorama dos principais segmentos ligados à cadeia de petróleo. Prevê um investimento de nada mais nada menos que R$ 50 bilhões nos próximos três anos na área de petróleo e gás do Rio de Janeiro, com expectativa de geração de 62 mil empregos em várias cidades, inclusive em Campos.

Termelétrica de Furnas em Campos tem investimento de R$ 60 milhões
Prática Engenharia ganha licitação para obras em subestações de Furnas em Campos. O valor do contrato foi estimado na ordem de R$ 60 milhões, com duração de quase quatro anos de contrato. Será implementado um novo banco de transformadores trifásicos de 225 MVA em 345KV na subestação 19R. A subestação 20R será construída ao lado da 19R  proporcionando uma maior flexibilidade de manobras e aumento da segurança na alimentação dos consumidores daquela região.

Wagner Victer aposta na volta do horário de verão
O craque Wagner Victer, que já foi secretário de Minas e Energia e hoje é diretor da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), falando para esta coluna que aposta todas as fichas na volta do horário de verão este ano. O fim do horário de verão foi um dos primeiros atos do presidente Jair Bolsonaro, mas, agora, com a escassez de energia, ele deverá voltar atrás e acompanhar os conselhos dos especialistas. Façam suas apostas.