Jovem confundido com criminoso é solto da prisão após dois dias

Segundo delegado, Vitor Souza foi confundido por homem de mesmo nome, acusado de participar de um assalto em 2020

Geral
Por Redação
23 de julho de 2021 - 8h41
Vitor Souza é abraçado por familiartes e amigos após sair da prisão (Fotos: Carlos Grevi)

A família e os amigos de Vitor Souza amanheceram mais aliviados nesta sexta-feira (23) após o jovem ser liberado da prisão. Ele ficou dois dias encarecerado depois de ter sido confundido por um homem de mesmo nome, acusado de participar de um assalto em 2020. Familiares fizeram uma manifestação na porta da 146ª Delegacia de Polícia de Guarus, pedindo por justiça e pela soltura do rapaz.

Com faixas e cartazes os manifestantes gravaram vídeos e divulgaram as imagens nas redes sociais, afirmanado que o rapaz preso era inocente. Em um dos vídeos, a irmã dele afirma “Vitor foi preso inocentemente. Queremos justiça”, disse. Nas mensagens dos cartazes havia frases como “vidas negras importam” e “queremos liberdade para Vitor”. A saída dele da delegacia foi festeja e bastante comemorada. O jovem chorou ao ser libertado.

Manifestantes levaram cartazes com a inscrição “vidas negras importam”

Vitor foi detido na última terça-feira (20) por policiais em Guarus. Atribuíram a ele a participação de um assalto à uma casa lotérica no fim do ano passado em Campos dos Goytacazes. A prisão foi revogada depois de a vítima do assalto não ter reconhecido o suposto autor.

O delegado Pedro Emílio Braga informou que durante as investigações foi constatado um caso de homônimos. Um outro Vitor Souza, acusado de participar do assalto no fim do ano passado, e com características físicas semelhantes, continua sendo procurado pela polícia.