Covid: cerca de mil campistas ainda não retornaram aos postos para tomar a segunda dose da vacina

Segundo a Prefeitura, quem ainda não completou o esquema vacinal deve se dirigir a um dos locais de imunização, respeitando a convocação do dia

Tudo sobre coronavírus
Por Ulli Marques
21 de julho de 2021 - 17h33
(Foto: Arquivo/Silvana Rust)

O problema da evasão na vacinação contra a Covid-19 chegou a Campos. No município, de acordo com o banco de dados do setor de imunizações da Secretaria de Saúde, 950 pessoas que já poderiam estar com a imunização completa não retomaram aos postos. A taxa de abandono, que tem sido percebida em todo país, pode ocorrer por várias razões. Há o caso daqueles que tomaram a vacina da gripe e precisam esperar 15 dias para tomar a segunda dose; e outros que tiveram Covid após receberem a primeira dose e devem aguardar 30 dias para receber o reforço; mas a falta de vacinas e as fakenews também podem ser a causa desse problema que preocupa as autoridades.

A Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (SUBPAV) informou, também, que até terça-feira (20), 224.576 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Desde total, 90.199 já tomaram a segunda dose. Logo, há 134.377 para completar o esquema vacinal. Essas pessoas receberam vacinas AstraZeneca, Pfizer e Coronavac.

Das 950 pessoas tomaram a primeira dose das vacinas contra a Covid-19 e não retornaram para tomar a segunda dose, fazem parte desse número aqueles que foram imunizados com Coronavac e Astrazeneca, cujos intervalos são 28 dias e de 12 semanas respectivamente. “Dentro desse número temos algumas situações, como, por exemplo, munícipes que podem ter se vacinado em outro município, os que faleceram e também as gestantes que tomaram a Astrazeneca e, posteriormente tiveram a segunda dose suspensa”.  

“Informamos ainda que as pessoas que tomaram a vacina da gripe devem respeitar o intervalo de 15 dias para tomar a vacina da Covid-19 ou vice-versa.  Já a pessoa que teve diagnóstico positivo de Covid-19 deve esperar um intervalo de 30 dias para tomar as vacinas, seja a da gripe ou da Covid. Não há nenhum cronograma especial para esse atendimento. As vacinas estão disponíveis nos postos de imunização e as pessoas podem procurar uma unidade respeitando a convocação do dia”, disse o órgão em nota.

O órgão conclui: “Vale ressaltar que a vacina contra a Covid-19 não é obrigatória no Brasil. As pessoas têm a liberdade de querer ou não ser imunizadas. A aplicação das vacinas acontece diariamente e quem ainda não completou o esquema vacinal deve se dirigir a um dos postos de vacinação, respeitando a convocação do dia, e tomar a segunda dose”. 

Intervalo entre as doses

Para os vacinados com a CoronaVac, o intervalo entre uma dose e outra é de 28 dias. No caso da Astrazeneca e também da Pfizer, o reforço tem acontecido até 12 semanas após a primeira aplicação. Na semana passada, o Município de Campos anunciou a opção de aplicação da segunda dose da Astrazeneca oito semanas após a primeira para os campistas que quisessem adiantar o processo. Essa decisão foi tomada por questão técnica de imunogenicidade, eficácia e logística.

De acordo com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), empresa que produz a vacina Astrazeneca no Brasil, a segunda dose do imunizante pode ser administrada no intervalo de quatro a 12 semanas (entre 30 e 90 dias) após a primeira dose.

Já a farmacêutica BioNTech, fabricante da Pfizer, afirmou que só pode garantir a eficácia da vacina se ela for dada com 21 dias de intervalo entre as doses. Esse intervalo também é defendido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que admite uma ampliação para, no máximo, até 42 dias (6 semanas). No entanto, no Brasil, esse espaçamento foi estendido para até 90 dias.

A vacina Janssen é a única administrada em dose única e a imunização começa ocorrer 14 dias após a aplicação.

Vacinados em Campos

De acordo com nota divulgada pela Prefeitura de Campos, 224.576 pessoas já tomaram a primeira dose dos imunizantes Coronavac, Astrazeneca e Pfizer. Dessas, apenas 90.199 receberam a segunda dose dos dois primeiros imunizados e outros 10.484 foram imunizados com a vacina da Janssem, de dose única. Ao todo, foram 325.259 doses aplicadas em Campos desde o início da vacinação no país, em janeiro de 2021.

Na última semana, a vacinação por idade chegou aos campistas de 34 anos ou mais. A terça-feira (20) foi dedicada à repescagem dessa faixa etária e, nesta quarta, as doses da Astrazeneca e da CoronaVac foram aplicadas somente em quem já havia recebido a primeira.

De acordo com a Prefeitura de Campos, a retomada da vacinação por idade depende da chegada de novas doses.