Chuvas em Campos e na região elevam o nível do Rio Paraíba do Sul e deixam Defesa Civil em alerta

Instabilidade: Previsão é de que na quinta-feira o município atinja o ápice de calor, com temperaturas chegando a 35 graus

Campos
Por Redação
22 de fevereiro de 2021 - 15h43

Pedestres se protegem da chuva que deve aparecer a qualquer momento durante a semana (Fotos: Carlos Grevi)

Durante toda a semana Campos dos Goytacazes vai contar com o clima quente e com pancadas de chuva a qualquer momento do dia e da noite. O calor intenso terá o alívio da chuva, mas também preocupações com alagamentos. A possibilidade de elevação dos rios Paraíba do Sul, Muriaé e Itabapoana preocupa, pois nos estados vizinhos de Minas Gerais e Espírito Santo, já há pessoas desalojadas. A Defesa Civil de Campos tem feito ações preventivas em algumas regiões, como Três Vendas. Pela manhã, nesta segunda-feira (22), o nível do Rio Paraíba do Sul chegou a quase oito metros, mas apesar disso, segundo o Corpo de Bombeiros, não há motivos para alarme. Porém, após algumas horas de chuva, vários bairros da cidade ficaram alagados. Moradores compartilharam a situação em redes sociais.

Alagamentos

Com pouco mais de duas horas de chuva, diversos moradores de Campos compartilharam em redes sociais os transtornos causados com alagamentos. Na página do Instagram do Campos Ocorrência internautas registraram alguns problemas. A Rua Rocha Leão, no bairro Caju e Parque Leopoldina ficou tomada de água. Em vários trechos da Avenida Pelinca o problema se repetiu. No bairro Nova Brasilia também houve registro de ruas alagadas. No Parque Aurora uma árvore acabou caindo na Rua Francisco Conceição de Souza, isto atrapalhou o trânsito que precisou ser desviado.

Chuva na cidade de Campos nesta segunda-feira (22)- Fotos:Carlos Grevi)

Por volta de 13h, o céu na área urbana de Campos dos Goytacazes ficou bastante carregado de nuvens escuras, insinuando chuvas. Uma hora depois começou uma moderada precipitação na cidade. O forte calor e os termômetros elevados alternados com chuvas devem permanecer durante toda a semana, de acordo com a meteorologia. Cenas típicas de um verão tropical. O sol aparece, mas em vários momentos do dia e da noite a chuva vai cair em diferentes pontos do extenso município.

Para esta segunda-feira (22), segundo o site meteorológico Climatempo, a temperatura mínima deve ficar em 22 graus. Já a máxima deve atingir 32 graus. Porém, a sensação térmica deve ser maior. Ao longo da semana, a combinação sol, pancadas de chuva e trovoadas deve permanecer até a próxima sexta-feira (26) com precipitação a qualquer hora do dia, da noite e durante a madrugada. O dia mais quente previsto para acontecer durante esta semana é a quinta-feira (25). A temperatura máxima deve chegar a 35 graus.

Com variação ao longo de todos os dias, o uso de sombrinhas e guarda-chuvas deve ser colocado em prática. O fotógrafo Carlos Grevi registrou no horário da tarde os variados tons de cinza no céu carregado. O contraste com a cor barrenta do Rio Paraíba do Sul ofereceu um belo espetáculo visual para quem circulou em determinadas áreas da cidade.

“Bonito é, mas assusta também. A gente logo pensa em se proteger. Eu saí sem guarda-chuva e deixei roupa no varal. Fica difícil secar roupa nesta época”, comentou a dona de casa, Roseni Pereira, moradora de Guarus.

Rio Paraíba do Sul abaixo de oito metros nesta segunda-feira: Defesa Civil em alerta

Defesa Civil de Campos

A Secretaria Municipal de Defesa Civil e a Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro (Coagro), realizaram no último sábado (20), medidas preventivas na localidade de Três Vendas, próximo ao Rio Muriaé. Em Minas Gerais, houve enchente no município de Manhuaçu. O secretário e o subsecretário de Defesa Civil, respectivamente coronel Alcemir Pascoutto e major Edison Pessanha, acompanharam as ações no local e informaram que o impacto da chegada desse volume de água deve ser menor em Campos, uma vez que o rio Paraíba do Sul está com o nível normalizado. Os serviços já foram concluídos. A medida preventiva foi adota de forma emergencial para minimizar possíveis danos causados à comunidade de Três Vendas, caso haja transbordamento do Rio Muriaé.

Região

Cidades do Espírito Santo, que fazem divisa com Campos, têm registro de pessoas fora de casa após chuva dos últimos dias, diz a Defesa Civil. Até domingo (21), era 44 desabrigados e 145 desalojados. Os municípios mais afetados desde sexta (19) ficam no Sul do estado. De acordo com o Portal G1, dos 145 desalojados – pessoas que estão fora de suas casas, mas não necessitam de abrigos providos pelo governo – 142 são de cidades do Sul do estado: 50 em Ibitirama, 50 em Bom Jesus do Norte, 20 em Apiacá, 19 em Alegre e três em Iúna. Já na Grande Vitória, há três desalojados na Serra. De acordo com a Defesa Civil, os maiores acumulados de chuva nas últimas 24 horas foram registrados em Pancas (90 mm), Muqui (71 mm), Jerônimo Monteiro (62 mm), Vargem Alta (5 mm) e Ibatiba (49 mm).