Levar a própria caneta e nunca limpar a urna eletrônica com álcool: algumas das orientações do TSE

Uma série de vídeos e spots estão sendo divulgados com dicas para eleitores e mesários se protegerem da Covid-19 no dia da votação.

Eleições 2020
Por Redação
18 de outubro de 2020 - 14h02

Foto: (Divulgação)

Numa eleição que ocorrerá em meio a uma pandemia de coronavírus que, até agora, já deixou mais 150,7 mil mortos no país, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começou a divulgar nos últimos dias uma série de vídeos e spots, transmitidos em meios de comunicação como a TV e plataformas como o Youtube, com dicas para eleitores e mesários se protegerem no dia da votação. Entre as medidas reiteradas estão a orientação para que cada pessoa leve sua própria caneta à seção, use a máscara desde o momento em que sair de casa e higienize as mãos antes e depois de digitar os números de seus candidatos na urna.

Serão procedimentos diferentes de todas as eleições passadas. Num dos vídeos da campanha “Vote com Segurança”, distribuído a emissoras de todo o país, o médico Roberto Kalil lembra, por exemplo, a indicação de que o horário das 7h às 10h seja deixado às pessoas com mais de 60 anos, um dos principais grupos de risco da Covid-19. Ele, então, prossegue com outras instruções.

– Use a máscara o tempo todo e leve sua caneta. Na seção, limpe a mão com álcool em gel e evite contato físico. Se estiver com febre no dia ou tiver tido Covid nos 14 dias antes da eleição, fique em casa – afirma ele.

Segurança:Conheça 13 medidas para evitar o contágio pelo coronavírus na eleição

Aos mesários, os vídeos lembram que eles vão receber máscaras e face shields, além de álcool em gel para proteção individual. É sugerido que eles sempre limpem as mãos, por exemplo, após manipular o caderno de votação ou tocar num eleitor ou em seus objetos e documentos. Tem ainda um aviso crucial para o bom andamento do processo.

– Lembrem-se: a urna eletrônica e o terminal do mesário não devem ser limpos com álcool em hipótese alguma, pois o produto prejudica seu funcionamento – diz o apresentador de um vídeo da Justiça Eleitoral destinado aos mesários.

As publicações mostram alguns comportamentos recomendados. Nas filas, é pedido que os eleitores respeitem a distância mínima de um metro para outras pessoas. O passo a passo para votar tem novidades. De frente para o local onde estarão os mesários, o eleitor é aconselhado a apenas mostrar seu documento oficial com foto. Após ter seu nome lido em voz alta pelo mesário, ele precisa confirmar se está correto e, então, guardar o documento. Em seguida, deve usar álcool em gel nas mãos antes de assinar o caderno de votação e, depois, ir para a cabine.

Já aos candidatos, o apelo é para que, no dia da votação, se possível, eles se dirijam sozinhos à seção e mantenham a pelo menos um metro de distância dos eleitores.

Cartazes serão afixados nos locais de votação com os procedimentos a serem adotados. Os protocolos sanitários foram estipuladas no Plano de Segurança Sanitária, elaborado por médicos dos hospitais Albert Einstein, Sírio Libanês e Fiocruz.

Fonte: O Globo