Feriados em duas segundas-feiras consecutivas em Campos

O próximo vai fechar comércio mas com reflexos em outros setores

Economia
Por Aloysio Balbi
12 de outubro de 2020 - 11h27

Ciclista transita no Calçadão de Campos em dia de comércio fechado (Foto: Carlos Grevi)

A semana começa com o feriado do dia 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, o que proporcionou um final de semana prolongado. Para a atividade econômica, um feriado na segunda-feira significa sempre o que muitos definem de “semana curta ou quebrada”.

No caso específico de Campos e de outras cidades do estado, como o Rio de Janeiro, de forma seqüente, serão duas segundas-feiras seguidas de feriado, sendo o segundo chamado de meio feriado. Isso porque na próxima segunda-feira, dia 19, o comércio não abre, pois um acordo entre comerciários e comerciantes considera a terceira segunda-feira do mês de outubro feriado do comércio.

Os comerciários formam a única categoria que define o dia do seu feriado, caindo sempre em uma segunda-feira, o que já é uma tradição. Por dezenas de vezes esse assunto já foi discutido entre as duas categorias – empregados e patrões- mas sempre prevalece o feriado na segunda-feira, como também acontece no Rio.

Com o comércio fechando, outros segmentos da atividade produtiva sofrem reflexos fortes e muitos acabam não funcionando como é o caso de diversos prestadores de serviços e outros segmentos que têm profunda ligação com a atividade comercial.

Os bancos vão funcionar normalmente neste feriado do comerciário, bem como repartições públicas, industriais e outros segmentos da economia. Mas mesmo assim, os reflexos são grandes, comprometendo a força de trabalho. Os shoppings definem essa semana se vão ou não funcionar.

Também no dia 12 de outubro, feriado nacional, comemora-se o Dia da Criança e o comércio de Campos espera ter registrado um aumento de 2% em relação ao ano passado, em alguns segmentos, como o de brinquedos e vestuário.

“Para um ano economicamente difícil para todos por conta da pandemia, qualquer dígito de aumento em vendas é bem-vindo. Vamos fazer um balanço das vendas depois, mas esperamos que haja um sinal no sentido de que a atividade comercial esteja melhorando nesta reta final do ano”, disse o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL- José Francisco Rodrigues.

Segundo José Rodrigues, essa sequência de feriados em duas segundas-feiras prejudica o comércio. Ele lembrou que o Sindicato do Comércio Varejista de Campos tenta mudar essa data do feriado do comerciário que será na próxima segunda-feira.

“Mas essa é uma questão de acordo, de convenção entre as classes. Admito que é um feriado tradicional, mas tenho que frisar que prejudica o comércio de Campos e das demais cidades que também celebraram esse tipo de acordo”, afirmou José Francisco.

Dois feriados consecutivos em uma segunda-feira – mesmo que o segundo seja parcial – é raro, e acontece sempre em cidades que têm esse acordo, mas mesmo assim de sete em sete anos.