Porto do Açu realiza três operações inéditas

Cabotagem é uma novidade que beneficiará principalmente o Norte Fluminense

Região
Por ASCOM
1 de outubro de 2020 - 15h27

Navio que realizou operação inédita em terminal do Porto do Açu (Reprodução)

O Porto do Açu divulgou nesta quinta-feira (1) que atingiu o marco de três operações inéditas realizadas em um único mês, possibilitadas pela expansão do Terminal Multicargas (T-MULT). Em setembro, o portfólio de serviços foi ampliado com o início da operação de fertilizantes, cabotagem e movimentação de clínquer.

A estreia do empreendimento portuário no agronegócio foi em 29 de setembro, com a importação de 25 mil toneladas de cloreto de potássio (KCL) no navio MV PALEKH, de São Petersburgo, na Rússia, para o interior do estado de Minas Gerais. O Rio de Janeiro era o único estado da costa nacional do Rio Grande do Sul até a Bahia que ainda não realizava este tipo de movimentação em navios granel.

“Fora da temporada de importação de fertilizantes, há também a possibilidade de estocar e movimentar outros tipos de produtos, como graneis sólidos agrícolas e minerais. Montamos dois galpões lonados, com área de 6 mil metros quadrados e capacidade para armazenar 25 mil toneladas de insumos por mês”, explica João Braz, diretor de Terminais e Logística do Porto do Açu.

A cabotagem é mais uma novidade no portfólio que beneficiará principalmente o Norte Fluminense. Em parceria com a Companhia de Navegação Norsul, foi realizado o serviço de cabotagem na modalidade “feeder short distance”, transportando 23 contêineres da empresa TechnipFMC do Porto do Rio para o Açu via comboio marítimo.

O clínquer, produto cimentício a partir do qual se fabrica cimento do tipo Portland, também foi movimentado pela primeira vez pelo Porto do Açu. O navio MV Kellet Island saiu de Angola, na África, carregado com 44 mil toneladas, que foram escoadas por rodovia para a cidade de Cantagalo (MG). O portfólio do Terminal Multicargas (T-MULT) já conta com 26 clientes e 10 produtos.

Fonte: Ascom