Ônibus lotado irrita passageiros em Campos

Interior do veículo na linha Ceasa-Santo Antônio foi filmado por usuário; distanciamento físico é impossível, apesar da pandemia

Transporte
Por Redação
1 de outubro de 2020 - 16h49

Corredor lotado é retratado por passageiro da linha Ceasa-Santo Antônio (Reprodução)

Antigos problemas voltaram a ser enfrentados pelos usuários do transporte coletivo em Campos. Com a flexibilização devido ao Plano de Retomada das Atividades Econômicas e Sociais, a prefeitura decretou a Fase Verde, Nível 2, no enfrentamento da pandemia da Covid-19. Com a superlotação de ônibus em alguns horários torna-se inviável manter a distanciamento entre as pessoas. A recomendação é que seja no mínimo um metro e meio. Um passageiro que mora no bairro Jardim Aeroporto, filmou com o celular o interior do veículo da linha Ceasa-Santo Antônio.

De acordo com Cláudio Domingues, responsável pela gravação do vídeo, tem sido um enorme trastorno entrar e sair do ônibus na hora de ir trabalhar pela manhã. “Fiz a gravação às 8h30. Com mais pessoas circulando na cidade, os ônibus e vans que estavam vazios, voltaram a ficar superlotados. Até pagar a passagem e cruzar o corredor lotado para descer está complicado”, disse, irritado.

Outra passageira que se queixa do excesso de pessoas nos ônibus é a diarista Isabel Lima. Ela também mora em Guarus e trabalha no Centro. “A gente não tem opção, pois se não entrar no ônibus cheio, até vir um outro mais vazio, posso chegar atrasada no trabalho. Eu fico com medo do coronavírus, mas preciso do transporte”, diz.

IMTT se posiciona

Por meio de nota,  o Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) informou que fiscaliza regularmente o transporte coletivo em todo o município e está ciente de que o fluxo no horário de pico é intenso. O órgão solicita a população que auxilie, realizando denúncias através do Fale Com a Gente do Mobi Campos – aplicativo disponibilizado pela Prefeitura de Campos para acompanhamento em tempo real do transporte coletivo. Esta ferramenta permite que a população verifique também a viabilidade de buscar um transporte com menor número de passageiros, uma vez que é possível acompanhar pelo Mobi Campos se há por perto outro ônibus que atenda ao itinerário desejado.

Vídeo