Vídeo: com salário atrasado, aposentada vende bala na rua

Após vídeo da mulher circular nas redes sociais, prefeitura anunciou pagamento de 50% do vencimento da categoria

Campos
Por Redação
11 de setembro de 2020 - 18h03

Com salário atrasado, a servidora aposentada Lourdes Julião Soares, de 56 anos, que atuou como professora da rede municipal de Campos, foi às ruas, na manhã da última sexta-feira (11), para vender balas em forma de protesto e comoveu os campistas após um vídeo viralizar nas redes sociais. À equipe de reportagem, Lourdes contou que arrecadou R$320,00 e, após o anúncio do pagamento de metade do salário dos aposentados na tarde daquele mesmo dia, irá comprar cestas básicas com o dinheiro arrecadado para ajudar a outras pessoas.

“Eu não posso ficar em casa manifestando a minha indignação e só reclamando. Ontem não pude comparecer à manifestação do Siprosep e, por isso, resolvi vir hoje para a rua e dar a minha contribuição. A gente não pode ficar quieto! Não podemos nos acomodar! Todo mês essa humilhação de ter o salário parcelado”, lamentou Lourdes, fazendo referência à manifestação realizada pelo Sindicato dos Profissionais Servidores Públicos Municipais de Campos (Siprosep), na última quarta-feira (9), para reivindicar o pagamento do mês de agosto a aposentados e pensionistas.

Em nota, a Prefeitura de Campos informou que o pagamento dos servidores ativos e inativos, mais uma vez, está sendo a prioridade do município, a partir da entrada de recursos. “Com a vinda de nova parcela do auxílio emergencial direcionada aos municípios, por meio de repasse do Governo Federal, vai ser possível iniciar o pagamento dos servidores inativos da prefeitura (aposentados e pensionistas vinculados ao PreviCampos) referente ao mês de agosto e antecipar o pagamentos dos demais servidores ativos que receberiam no próximo dia 14. O pagamento dos servidores ativos do município teve início na última terça-feira (8), com os vínculos da Saúde e da Educação”, afirmou o órgão.

A partir da entrada deste recurso, a prefeitura repassou nesta sexta-feira (11) 50% do pagamento dos aposentados e pensionistas. A Prefeitura de Campos disse que aguarda entrada de outros recursos para quitar os valores restantes. “O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Campos (PreviCampos) segue, ainda, na busca através da Justiça para autorização de utilização do fundo de reserva, que garantirá novos pagamentos para além da entrada de receitas”, prosseguiu a nota.

A Prefeitura afirmou, ainda, que teve que estabelecer um cronograma diferenciado de pagamento em função das recorrentes quedas dos repasses oriundos das receitas de petróleo e da arrecadação própria, em especial neste período de pandemia. “Com uma nova realidade financeira, o município já acumula perdas superiores a R$ 186 milhões em royalties e participações especiais, somente este ano. Atualmente, a folha de pagamento dos servidores é de R$ 73,2 milhões — sendo R$ 15,3 milhões destinados a aposentados e pensionistas do PreviCampos”, finalizou a prefeitura, em nota.