Coletivo antiproibicionista promove, nesta terça, roda de conversa sobre uso medicinal da maconha

Encontro organizado pelo Cabruncannabis acontece de forma remota, a partir das 18h30

Geral
Por Redação
25 de agosto de 2020 - 12h22

(Foto: Reprodução)

Prestes a completar um ano, no próximo mês de setembro, o coletivo campista Cabruncannabis, que defende o uso medicinal da maconha, promove, nesta terça-feira (25), roda de conversa e sobre o uso terapêutico da erva. O encontro acontece de forma remota, a partir das 18h30.

O evento vai discutir questões históricas, sociais e jurídicas que envolvem o uso médico da cannabis sativa e vai contar com as participações de estudiosos e especialistas.

“A programação inclui panorama histórico, para situar o público sobre a maconha e a proibição, que será feito por um ativista do coletivo; fala sobre sistema endocanabinóide, feita por uma terapeuta ocupacional; relato de um pastor que acompanha pacientes em situação de rua no Rio de Janeiro, sob a perspectiva da redução de danos; e a participação da Maria Aparecida Felício de Carvalho, a Cidinha, que é uma das precursoras do ativismo pela defesa do uso terapêutico da cannabis no Brasil”, afirma Carolina Abreu, que é integrante do Cabruncannabis e uma das organizadoras do evento.

Entre as falas, os espectadores poderão ouvir depoimentos de pacientes e mães de pacientes que se beneficiam do tratamento feito com produtos à base de maconha.

Interessados em participar devem entrar em contato pelo Whatsapp do Cabruncannabis, por meio do seguinte número: (22) 99903-2863.

Confira abaixo a programação:

1) Maria Aparecida Felício de Carvalho (Cidinha) – Diretora da Cultive
Tema: O papel das mães na liberação da maconha terapêutica

2) Matheus Bernardo – Coordenação do Coletivo Cabruncannabis
Tema: Histórico da Maconha e a Proibição

3) Filipe da Silva Stopa – Pastor da Igreja Cristã Carioca
Tema: Queda e libertação, inocência e hipocrisia. Por um caminho possível de uma convivência harmoniosa

4) Tânia Terra – Coordenação do Coletivo Cabruncannabis
Tema: O sistema endocanabinóide

5) Gizela Ramos – Coordenação do Coletivo Cabruncannabis
Tema: Aspectos Jurídicos