EDITORIAL | O exemplo de Macaé

Município tem 6.308 casos de coronavírus confirmados, sendo 6.113 pacientes recuperados de Covid-19

Geral
Por Editorial
10 de agosto de 2020 - 19h26

Prefeito de Macaé, Dr. Aluizio (Foto: JTV)

Macaé é a primeira cidade do estado do Rio de Janeiro a reduzir a taxa de letalidade da Covid-19, entrando na chamada faixa verde. Índice de ocupação de leitos de terapia intensiva SUS em 29,5% e o Centro de Triagem do Paciente com Coronavírus do município alcançou esse estágio no domingo, quando realizou, durante as 24 horas daquele dia, 58 atendimentos, concluindo a redução. O município tem 6.308 casos de coronavírus confirmados, sendo 6.113 pacientes recuperados de Covid-19.

Os números já se desenhavam positivos, pois, na sexta-feira (7), o prefeito Dr. Aluizio, que é médico, assinou decreto autorizando a retomada de empresas e atividades onshore da indústria de óleo e gás, no horário entre 8h e 18h. Assim, a prefeitura realiza a liberação de funcionamento de todos os segmentos de forma progressiva, seguindo os indicadores do contágio pelo coronavírus apresentados no município.

É sabido que, antecipadamente, Macaé tomou a dianteira nos protocolos de prevenção e, assim, embora tenha tido picos altos de contágio, parece ter colocado a situação sob controle. Cidades do porte de Macaé deveriam seguir o mesmo exemplo.