Coluna do Balbi: Cachaça de Campos no Rio, nova Lei do Gás, Catalani de volta à Prefeitura

Jornalista relembra, ainda, o caso Catita e mostra Lucas 20 anos após ser salvo pela cadela vira-latas de ataque de pitbulls

Agricultura
Por Coluna do Balbi
10 de agosto de 2020 - 0h01

Campos é campeã de “gatos”
Campos é a segunda cidade do estado do Rio de Janeiro no que se refere a roubo de energia elétrica, os chamados “gatos”. No âmbito da Enel, é a primeira, já que a campeã é a cidade do Rio de Janeiro, abastecida por outra concessionária. A terceira colocada é a cidade de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O mais grave disso, na opinião de muitos, é que o prejuízo das concessionárias é rateado entre os que pagam a conta em dia. Miau!

Catita, Lucas e o pai | Hoje, Lucas e o pai

Lucas, homem feito
Vira e mexe a imprensa revive o caso da cadela vira-lata Catita, que há 20 anos salvou o então menino, Lucas Tavares, na época com apenas 4 anos, do ataque de dois cães pitbulls. Existe sempre aquela coisa do “que fim levou?”. Bem: Catita morreu de velhice, assim como os dois pitbulls. Já o então pequeno Lucas, hoje é homem feito, com 25 anos e trabalha como mecânico em uma concessionária de veículos em Campos.

Ipê mais lindo do Rio é nosso
O tempo voa e daqui a pouco a primavera de 2020 entrará em cena, com seus ipês coloridos. Um concurso há algumas primaveras atrás escolheu como o mais belo ipê do Rio, um de Campos, mais precisamente no bairro Flamboyant, que foi fotografado pelo morador Carlos Maurício, foto que acabou sendo publicada na coluna de Ancelmo Góis, no Globo.

Meio milhão de escravos
O historiador carioca Cláudio de Paula Honorato concluiu um detalhado trabalho sobre o Cais do Valango, no Rio, que era um entreposto de escravos trazidos de Angola entre 1758 e 1831. A pesquisa mostra que o Cais de Valango recebeu 1 milhão de escravos e 50% deste total foi trazido para Campos. Uma página infeliz da nossa história, mas que tem que ser sempre lembrada e estudada.

Lei do Gás
Grupo de políticos, entre prefeitos, deputados federais e estaduais, que inclusive representam a nossa região no parlamento, se reuniu por videoconferência com outras autoridades para debater a nova Lei do Gás. Afirmaram que a lei aumentará a oferta do produto e garantirá melhor competição de preços. Vale lembrar que em Campos já teve uma operação do Ministério Público para desbaratar um cartel que se formou nesse ramo específico.

Bastidores
Fabiana Catalani, ex-secretária de saúde de Campos e de São João da Barra está de volta à Saúde de Campos. Em março de 2020, ela havia sido cedida à Secretaria de estado do Rio de Janeiro, na área de esporte e lazer. Fabiana é médica e ficaria trabalhando para o estado do Rio até dezembro, mas a Fundação Municipal de Saúde de Campos suspendeu a portaria de cessão. Resta saber se ela voltará a ser cargo de confiança às vésperas da eleição municipal.

Cachaça de Campos no Leblon
Antes da pandemia, a cidade do Rio, onde está sediada a Academia Brasileira da Cachaça, instituiu a quarta-feira como o dia de tomar a branquinha. A moda pegou e uma cachaça de Campos, a Tellura, produzida em um moderno Alambique na fazenda da Abbadia virou moda. No bem frequentado bar Garoa Louge, na Dias Ferreira, no Leblon, criou até um drink especial com a caninha.

Doação de cabelo humano
As comemorações deste ano pelo Dia Nacional de Combate ao Câncer, ganharão um novo incentivo. Uma lei municipal criou, semana passada, a campanha de incentivo à doação de cabelo para pessoas carentes em tratamento de câncer em Campos. Todos os cabelos doados serão destinados à confecção gratuita de perucas para pessoas em condições de vulnerabilidade social, sem fins comerciais. O Dia nacional de Combate ao Câncer é celebrado em 27 de novembro.