Conselho Estadual de Políticas Culturais terá eleição em breve

Comissão Eleitoral composta por membros da Sececrj, Alerj e sociedade civil organizará o pleito

Cultura
Por Redação
7 de agosto de 2020 - 19h01

Sede da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa (Foto: Divulgação)

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio (Sececrj) iniciou os procedimentos para a realização da eleição para o Conselho Estadual de Políticas Culturais. Nesta sexta-feira (7), foi publicado no Diário Oficial do Estado a instauração da Comissão Eleitoral para a organização e realização do pleito. Para reforçar a transparência e regularidade do processo, a comissão vai acompanhar as etapas de cadastro, validação de candidatos e eleitores; conduzir os trabalhos nas Conferências Regionais e Fóruns dos Segmentos; e apurar os resultados.

A Comissão Eleitoral será formada por membros da Sececrj, da Comissão de Cultura da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) e por representantes da Sociedade Civil. Nos próximos dias, serão realizadas reuniões para discutir o processo eleitoral, criar a documentação necessária para publicação, definir as datas dos pleitos (todas ainda para esse ano). Para clareza do processo, todas as etapas serão publicadas no DO, no site da Secretaria de Cultura e nas redes sociais.

“A busca por diálogo é uma das marcas da Secretaria de Cultura. Mais uma vez vamos demonstrar isso, ouvindo todas as partes envolvidas para a realização dessa eleição. Nosso objetivo é fazer tudo dentro da legalidade, mostrando transparência e seriedade de todo o processo”, disse a secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio, Danielle Barros.

Desde o encerramento do mandato da última composição do Conselho, a Sececrj vem trabalhando para a formação dos protocolos necessários para um modelo de eleição virtual em um período de pandemia da Covd-19. A criação da Comissão Eleitoral será de grande importância, pois nela figuram os principais representantes das partes envolvidas neste procedimento (Governo e Sociedade Civil) o que garantirá um modelo de votação apropriado, tomando-se todas as medidas sanitárias necessárias ao atual momento.

“A criação da nova metodologia atende às determinações da Procuradoria Geral do Estado. Buscamos o entendimento com todas as partes para que o pleito seja conduzido de uma forma correta. Para isso, destacamos o diálogo com a Alerj e com a Sociedade Civil, sempre presentes em todas as discussões”, conta Ana Cristina Lazzarotto, Chefe de Gabinete da Sececrj.

Fonte: Governo RJ