Alerj recorre de decisão do STF que suspendeu processo de impeachment de Witzel

Parlamentares pedem que a liminar do presidente do STF seja "integralmente reconsiderada"

Estado do RJ
Por Redação
2 de agosto de 2020 - 15h51

Governador Wilson Witzel (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) recorreu, neste sábado (31), da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que suspendeu o processo de impeachment contra o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC).

A determinação de suspender o processo é do presidente do STF, Dias Toffoli, em caráter liminar, ou seja, provisória. Toffoli acolheu o pedido da defesa de Witzel e determinou a criação de uma nova comissão para avaliar o pedido de impeachment.

Os parlamentares pedem que a liminar do presidente do STF seja “integralmente reconsiderada” e que a comissão especial formada anteriormente seja restaurada.