Flagrante: animais soltos na avenida Presidente Kennedy, oferecem riscos a motoristas

Polícia Rodoviária Federal destaca que ocorrências desse tipo têm sido frequentes na BR-356

Geral
Por Redação
29 de julho de 2020 - 17h43

Flagrante foi feito nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)

A presença de animais soltos na BR-356 tem sido um problema frequente, principalmente no trecho urbano de Campos, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). A situação piorou nos últimos dias porque o prestador de serviço responsável pelo recolhimento dos animais está afastado por causa da Covid-19. Nesta quarta-feira (29), mais uma flagrante de cavalos soltos na Avenida Presidente Kennedy, no bairro Jockey Club, que representam risco de acidente para quem trafega no local.

De acordo com o assessor de Comunicação da PRF, Iuri Guerra, a maior ocorrência de animais soltos está na BR-356. Em relação à BR-101, o policial ressalta que a concessionária que administra a rodovia os recolhe. No entanto, no trecho entre Campos e São João da Barra, que não conta com concessão, o recolhimento depende da atuação da PRF ou das prefeitura das duas cidades.

“Tem havido bastante problema de animais soltos na BR-356. A PRF conta com um caminhão de recolhimento de cavalos, mas o servidor contraiu a Covod-19 e, por isso, segue afastado. Então, no momento, estamos impossibilitados de recolher esses animais. Neste momento, quando identificamos a presença de cavalos à margem da pista, um policial vai até o local e os enxota até um lugar seguro, a fim de evitar acidentes de trânsito. Este tem sido o procedimento enquanto o prestador de serviço estiver afastado”, detalhou.

Ainda segundo Iuri, uma das maiores dificuldades da PRF tem sido identificar os proprietários dos animais. No caso de uma identificação, eles podem ser responsabilizados. “Uma vez que ocorre acidente causado por um animal e a gente consegue identificar o proprietário, ele será responsabilizado”, alertou o policial rodoviário federal.