OncoBeda promove live para alertar sobre o câncer de cabeça e pescoço

O especialista Dr. Raphael Sepulcri vai tirar dúvidas e falar da importância do diagnóstico precoce da doença no Dia Mundial de Conscientização

Saúde
Por Roberta Barcelos
27 de julho de 2020 - 10h45

Dr. Raphael Sepulcri (Foto: Carlos Grevi)

Hoje, dia 27 de julho, é o Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço e o OncoBeda escolheu a data para promover uma live com o especialista Dr. Raphael Sepulcri, com o objetivo de conscientizar e alertar a população sobre os sintomas da doença e a importância da detecção precoce. A live vai acontecer no instagram oficial do Oncobeda @oncobedaoficial e também no Ig do @terceiraviajornaletv, às 19h, com a participação da jornalista e chefe de reportagem do Jornal Terceira Via, Roberta Barcelos, que vai conduzir a entrevista. Anualmente, o Grupo IMNE realiza ações no Julho Verde, mês dedicado a estimular a prevenção “boca a boca”, já que a boca é alvo da doença, e dela deve sair a mensagem de alerta. Por causa da pandemia, os planos precisaram ser alterados.

Segundo dados lançados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), a estimativa para o próximo triênio (2020-2022) é de que o número de casos novos seja de 11.180 registros em homens e 4.010 em mulheres, anualmente, só de câncer de boca.

Segundo o especialista, Dr. Raphael Sepulcri, esses números correspondem a um risco estimado de 10,69 casos novos para cada 100 mil homens e 3,71 casos para cada 100 mil mulheres. No público feminino é bem mais comum o câncer de tireoide com uma estimativa de 11.950 novos casos e para os homens 1.830 casos. Na região Sudeste, o câncer de tireoide é o terceiro mais comum nas mulheres. Na laringe, a estimativa é de 6.470 casos em homens e 1.180 casos em mulheres.

O diagnóstico precoce e rápido no início do tratamento são fundamentais para a cura do câncer de cabeça e pescoço. Um dos principais problemas para o tratamento é o diagnóstico tardio, que ocorre em 60% dos casos, deixando sequelas no paciente.

Sentindo na pele

Especialista na área, o Dr. Raphael, foi pego de surpresa ao ser diagnosticado no ano passado com um tipo de tumor de cabeça e pescoço.

“Fui paciente há bem pouco tempo. Tive um câncer de tireoide que foi diagnosticado bem no início, tanto que precisei apenas retirar a minha glândula. O mais importante é a prevenção. Não fumar e não beber! Sentiu alguns dos sintomas de que falamos acima procure logo um especialista. Nós temos uma excelente unidade na nossa cidade com ótimos resultados terapêuticos e toda a estrutura necessária, graças ao Grupo IMNE a quem deixo toda a minha gratidão por me acolher e me fazer sentir em casa”.