Vereador de SJB é detido após desrespeitar decreto municipal e agredir verbalmente agentes de fiscalização

Eziel Pedro (PSC), eleito pela segunda vez no município, chamou os agentes de "safados", "pilantras" e, um deles, de "preto"

Região
Por ASCOM
18 de julho de 2020 - 10h25

O vereador Eziel Pedro (PSC) foi preso por volta das 19h da noite de o sexta-feira (17), sem máscara, em um bar na Avenida Liberdade, em Grussaí, distrito de São João da Barra.

O último decreto 108/20 da prefeitura de São João da Barra diz que os estabelecimentos podem funcionar abertos para o público até às 18h, adotando medidas de distanciamento e proteção pessoal. Apenas farmácias e postos de combustíveis podem passar deste horário. Para os demais, o atendimento após 18h deve ser somente por delivery. Outra medida importante na prevenção é a obrigatoriedade do uso de máscaras nos espaços públicos e estabelecimentos, o controle da circulação de pessoas por meio da atuação das barreiras sanitárias e as restrições para o funcionamento do comércio e serviços.

Segundo depoimento de um agente, durante fiscalização em um bar na Avenida Liberdade, por volta das 19h, com aglomeração de pessoas, o proprietário foi orientado sobre o decreto e o mesmo solicitou mais 15 minutos para fechamento do bar. O vereador Ezel, que era um dos clientes, quando presenciou os fiscais e miliares do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) iniciou uma agressão verbal chamando todos os agentes de “safados, pilantras”. “Eu sou autoridade”, disse Eziel segundo depoimento do agente.

O Gerente de Postura aproximou-se e pediu para que o proprietário fechasse o bar e mais uma vez Eziel disse que ele era a autoridade e que não tinham o direito de fechar o estabelecimento. Neste momento, houve tumulto no local.

Ainda segundo o agente, um outro fiscal chegou para falar com o vereador. O político, então, chamou esse fiscal de “preto” e disse ele era o único que não teria o direito de falar no momento, porque “ele era diferente”. ” Você é estranho”, relatou.

Eziel foi encaminhado até a 145ª Delegacia de Polícia de São João da Barra e, depois, para 146ª Delegacia de Polícia de Guarus (onde funciona a Central de Flagrantes do final de semana).

Fonte: Parahybano