São Fidélis endurece medidas contra a Covid-19 e até acesso a supermercados já é feito por rodízio de CPF

Prefeitura também proibiu acesso a cachoeiras e outros pontos turísticos

Religião
Por Redação
16 de julho de 2020 - 16h30

Prefeitura de São Fidélis publicou decreto com novas medidas contra o coronavírus (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de São Fidélis endureceu ainda mais as medidas de combate ao novo coronavírus e até o acesso aos supermercados do municípios passaram a ter critérios rígidos. Tudo para evitar a aglomeração e frear o contágio da doença. No mesmo decreto, publicado nesta quinta-feira (16), o Poder Executivo ainda determinou o fechamento dos pontos turísticos e estipulou multa para quem for flagrado transitando em espaços públicos sem máscara.

O secretário de Comunicação de São Fidélis, Idson Barroso, explica que já vigora na cidade um rodízio, com base no último número do CPF, para que os moradores tenham acesso aos supermercados.

“Para evitar aglomeração nos mercados, o rodízio de CPF foi implantado. Nos dias pares, os moradores cujo último número do documento for par poderão fazer suas compras. Da mesma forma acontece nos dias ímpares: quem tiver o documento com o último número ímpar, estará liberado para ir ao mercado”, esclareceu o secretário.

Outra medida destacada por Idson foi proibir a visitação a cachoeiras e outros pontos turísticos no município. “Esses locais estavam reunindo muitas pessoas aos fins de semana”, justificou.

Ainda no decreto desta quinta, a Prefeitura estipulou multa para quem sair de casa sem máscara.
Segundo o secretário, a Prefeitura dobrou o número de integrantes da equipe de fiscalização, que tem a ajuda da Defesa Civil. Já nos pontos turísticos, a fiscalização é feita com a ajuda da Polícia Militar.

Números da Covid-19
De acordo com o boletim epidemiológico da secretaria de Saúde de São Fidélis, até essa quarta-feira (15), eram 495 casos confirmados, nove suspeitos, 18 mortes e 428 pacientes recuperados.