Grupo da região quer comprar SESC de Grussaí e Fazenda Boa Vista vai a leilão

Coluna do Balbi traz outras novidades nesta edição

Opinião
Por Coluna do Balbi
13 de julho de 2020 - 0h01

Grupo quer comprar Sesc de Grussaí

Um forte grupo empresarial da região iniciou negociações com o SESC Mineiro para comprar a unidade hoteleira da praia de Grussaí, em São João da Barra. O SESC de Minas Gerais já sinalizou que não prioriza mais a questão do turismo, e que focará agora na Educação. Vai ser uma negociação delicada e morosa, mas que tem tudo para ser consumada. O Grupo teria como ideia inicial manter a parte hoteleira temática, e transformar as demais áreas em condomínios de luxo. Soma-se a isso todas as expectativas geradas pelo Porto do Açu.

Boa vista vai a leilão

A fazenda Boa Vista, de 201 alqueires, localizada em São Martinho, na Baixada Campista, irá a leilão com lance inicial de R$ 47 milhões. Tem gente fazendo fila. O leilão, que vai ocorrer ainda esse ano, poderá ser virtual, e acontecerá na cidade do Rio de Janeiro. Trata-se de uma das boas fazendas da Região.

Bombando

O mercado imobiliário urbano sente o peso da crise provocada pela Covid-19, mas no segmento rural a procura por terras, mais precisamente de propriedades com mais de 20 alqueires, surpreende. Isso porque para muitos, o chamado novo normal será focado no agronegócio. No caso de Campos, cana-de-açúcar e pecuária de corte. Uma arroba de um bezerro fechou a semana cotada a R$ 300. Um filé para os dias atuais.

Apoio a Bolsonaro

Na semana passada um grupo de empresários campistas que apóia o presidente Jair Bolsonaro, se reuniu e decidiu colocar a cara na reta. Já seriam mais de 80 empresários que querem investir em ações midiáticas favoráveis ao presidente. O primeiro passo seria espalhar outdoor por toda cidade.

Ele é o máximo

O advogado, professor e cronista, Fernando da Silveira, que com mais de nove décadas de vida e com uma cabeça de estante, está cumprindo à rica a quarentena, mas sem deixar de se exercitar. Todos os dias é possível vê-lo na sacada do seu apartamento na Gilberto Siqueira. Com o inseparável chapéu, sem camisa, ele toma sol e se exercita. Grande mestre. (Foto)

Fechou

Como essa coluna anunciou em sua versão online na sexta-feira, a Loja da Ricardo Eletro em Campos, no Calçadão, fechou. Não abre mais. Na sexta-feira passada uma auditoria interna foi feita na loja e todos os produtos do estoque foram levados para o Rio. Todas as lojas da rede estão encerrando suas atividades. Bom deixar claro que os atuais donos nada têm a ver com o empresário Ricardo Nunes, fundador da rede, que foi preso por sonegação fiscal de R$ 400 milhões. Isso apenas apressou uma decisão dos investidores atuais de encerrar esse tipo de atividade de varejo. (foto)

Definidos

Paulo Cassiano Júnior, será o delegado da Polícia Federal nas eleições municipais deste ano. Também já está decidido que Ralph Manhães, será o juiz eleitoral, mais uma vez. No que diz respeito ao Ministério Público, todos os promotores neste período absorvem responsabilidades eleitorais, o que significa que cada um deles irá atuar no processo, como em pleitos anteriores.

Nomeação

Rosana Juncá – a manda-chuva das escolas particulares de Campos – foi nomeada semana passada para o cargo de diretora executiva da Superintendência de Trabalho e Renda, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico. Quando a pandemia chegar ao fim haverá muito trabalho a ser feito para reverter o desemprego e a crise econômica.