Morre José Luiz Boynard, pró-reitor do IFF em Campos

Servidor há quase três décadas da instituição, ele sofreu uma parada cardíaca nesta quinta-feira

Obituário
Por Redação
9 de julho de 2020 - 20h16

José Luiz Sanguedo Boynard durante apresentação no IFF (Foto: Reprodução)

Morreu nesta quinta-feira (9), o professor e pró-reitor do Instituto Federal Fluminense, José Luiz Sanguedo Boynard. De acordo com as primeiras informações, ele teria se sentido mal no início da noite durante uma consulta médica e apresentou sintomas de uma parada cardíaca.

José Luiz Boynard fez parte do governo de Anthony Garotinho na primeira gestão à frente da Prefeitura de Campos, de 1989 a 1992. Tempos depois prestou concurso para o antigo Cefet-Campos que se tornou Instituto Federal Fluminense. Ele ocupou diversos cargos na instituição. Ultimamente era pró-reitor de Desenvolvimento Institucional e estava prestes a assumir a chefia de gabinete do reitor Jefferson Azevedo.

Em nota, o Instituto Federal Fluminense disse que: “É com profunda tristeza que o Instituto Federal Fluminense (IFF) comunica a morte do pró-reitor de Desenvolvimento Institucional e reitor substituto, o professor José Luiz Sanguedo Boynard, na tarde desta quinta-feira, 09 de julho de 2020, após um infarto, aos 64 anos. O Instituto declarou luto de três dias pela Portaria N.º 454.

Boynard foi aluno do Ensino Médio na Instituição, na década de 70, e ingressou como servidor em 1992, na função de professor da área de Construção Civil. Com 28 anos de casa, contribuiu e participou de importantes ações para a melhoria e a expansão do Instituto. Atuou como diretor de infraestrutura do Campus Campos Centro entre abril de 2010 e abril de 2016 e, atualmente, ocupava as funções de reitor substituto e pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, exercidas desde 2016.

O reitor do IFF, Jefferson Manhães de Azevedo, lamentou a morte do amigo. “Todos nós estamos muito abalados e tristes, mas devemos guardar do Zé o sorriso fácil e brincalhão… é assim que quero lembrar do nosso grande companheiro que muito nos fez crescer com sua sabedoria. Pessoalmente, foram 10 anos trabalhando juntos com muita cumplicidade, lealdade e sonhos comuns. Devo a ele grande parte de tudo o que realizamos juntos. Esse sempre será o nosso querido Zé e que sempre zelou para que todos estivéssemos juntos e unidos”.

 

O corpo de José Boynard está sendo velado no Cemitério Campo da Paz. Ainda não há a confirmação do horário de sepultamento, mas acredita-se que acontecerá nesta sexta-feira (10). José Luiz Sanguedo Boynard foi casado por duas vezes. Do primeiro matrimônio teve quatro filhos, Alice, Carol e os gêmeos Rafael e Eduardo. No segundo casamento teve um filho que está com dez anos.  Ele era irmão do engenheiro Paulo Sérgio e dos professores Carlos Augusto e Ana Lúcia Boynard.