Pijama sai do armário em clima de “bela adormecida”

Na coluna "Priscyla Bezerra", a roupa de dormir ganha status; na sessão de beleza, a toxina botulínica se destaca

Comportamento
Por Priscyla Bezerra
8 de julho de 2020 - 16h38

Priscyla Bezerra exibe o charme de pijamas que podem ir às ruas (Fotos: Divulgação)

No atual momento que estamos vivendo, os pijamas se tornaram peça de luxo no nosso armário.  Vira e mexe estão fazendo parte do nosso look do dia. E, diga- se de passagem, são muito bem-vindos! Agora é possível sair de casa com a roupa de dormir e ainda levar a fama de “estilosa do street style.” Inclusive, já virou febre entre as mulheres mais modernas e antenadas. Para provar que o pijama pode sim ser uma produção super cool e diferenciada, escolhi a dedo na 4You (multimarcas que amo!) três modelos de pijamas super confortáveis e moderninhos para usarmos já. Tipo de casa para as ruas.

Sugestões de pijamas da 4You

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Toxina Botulínica, por Paula Marsicano*

Você já ouviu falar na aplicação preventiva da toxina botulínica? O procedimento minimiza rugas e linhas formadas pela contração da musculatura facial. A toxina relaxa a musculatura, enfraquecendo a contração e consequentemente as rugas formadas na região.

1. Existe uma idade específica para aplicar botox preventivo. Mito. Não existe uma idade certa para esse procedimento. É importante que a pessoa se consulte com um dermatologista para que ele avalie a pele e realmente faça a aplicação, caso seja necessário.

2. O botox preventivo minimiza as rugas e linhas de expressão. Verdade. A aplicação da toxina botulínica deve agir de forma a harmonizar os traços faciais. O procedimento vai ajudar a relaxar a musculatura, reduzindo assim as rugas e linhas de expressão. O procedimento começa a fazer efeito entre 3 a 4 dias e efeito máximo entre 7 a 14 dias após a aplicação, e pode durar de três a seis meses.

3. Além das rugas, o botox preventivo pode acabar com a dor de cabeça e com o bruxismo. Verdade. O procedimento é muito recomendado para o tratamento desses dois problemas.

4. Esse procedimento pode causar algum tipo de deformação. Depende. Se for realizado por um profissional habilitado, o risco de intercorrências é menor, uma vez que este é habilitado para solucionar qualquer eventualidade relacionada à aplicação. O paciente também tem a responsabilidade de seguir as orientações pré e pós procedimento, pois elas vão potencializar o efeito do tratamento, como não deitar logo após a aplicação, não ficar massageando muito a região e fazer o acompanhamento médico.

5. O organismo cria resistência à toxina botulínica. Depende. Pode ocorrer do músculo que recebe mais aplicações regulares estar menos suscetível às aplicações e não ter a eficácia que realmente precisa. Por isso, é importante respeitar o espaçamento de tempo entre uma aplicação e outra.

Médica Dermatologista* CRM 52-815861