Motorista de aplicativo é mais uma vítima do coronavírus em Campos

Ângelo Marcelino Gusmão tinha 36 anos e era morador do Jockey Club, segundo bairro mais afetado pela doença

Campos
Por Redação
21 de maio de 2020 - 10h28

(Foto: Acervo pessoal)

Um motorista de aplicativo de 36 anos morreu na noite desta quarta-feira (20), em razão de complicações da covid-19, no Centro de Combate ao Coronavírus de Campos (CCCC). Ângelo Marcelino Gusmão era morador do Jockey Club, segundo bairro mais afetado pela doença no Município e tinha uma série de comorbidades.

O Departamento de Vigilância em Saúde confirmou o óbito e informou que o paciente deu entrada no CCCC no último dia 17, após 11 dia do início dos sintomas. Com o agravamento do quadro clínico na quarta-feira, ele foi transferido para a unidade de terapia intensiva (UTI) e entubado, mas não resistiu.

De acordo com informações obtidas pelo Jornal Terceira Via, Ângelo, que também seria vigilante de uma Vila Olímpica, sofria de obesidade, hipertensão, diabetes e asma. Ele deixa esposa e um filho de 9 anos.