Amor ao próximo durante a pandemia

Jornal Terceira Via vem divulgando as boas iniciativas de pessoas que demonstram empatia e solidariedade

Solidariedade
Por Bernardo Rust (Estagiário)
11 de maio de 2020 - 0h01

Alex Alves | Doa café da manhã

Durante a pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas têm enfrentado ainda outras dificuldades. Porém, neste tempo, outra parcela da população, que pode ser comparada a anjos, tem feito a diferença e buscado ajudar a quem precisa. Atitudes que verdadeiramente fazem acreditar que após este caos causado pela doença, a sociedade viverá em um mundo melhor.

A sulista erradicada em Campos, Caroline Delgado, é uma das que vem realizando ações pela cidade e ajudando pessoas que se encontram em vulnerabilidade social. A professora de português montou diversos lavatórios de material reciclável e colocou em pontos estratégicos da cidade, para que a população, principalmente em situação de rua, consiga fazer higienização das mãos de maneira correta.

“Estamos improvisando um lavatório de mãos utilizando garrafões de água de 20 litros. Ao lado desses lavatórios, deixaremos um detergente para que as pessoas possam fazer a higienização e tentar ao máximo evitar se contaminar com o coronavírus”, declarou a professora. Parte dos lavatórios pode ser encontrado em frente ao Mosteiro Santa Face, no entorno do Jardim São Benedito, onde pessoa carentes buscam alimentos.

Caminhoneiros | Param diariamente na padaria antes do trabalho

Quem também está fazendo o bem, sem olhar a quem, é o comerciante Alex Alves, dono de uma padaria que fica no trecho urbano da Rodovia BR-356, no bairro do Novo Jóquei. Alex decidiu que caminhoneiros em serviço, não precisarão pagar pelo café da manhã em sua padaria.

“Diante da dificuldades em que os caminhoneiros se encontram de se alimentar, e por nós estarmos situados em uma rodovia (356), eu e minha esposa resolvemos ajudar a esses profissionais que estão na linha de frente da pandemia, mantendo nossas casas abastecidas nesse momento difícil em que todos nós estamos passando”, declarou Alex.

E não para por aí. Alex conta que também decidiu doar alimentos a moradores que se encontram em situação de vulnerabilidade social no bairro onde tem o seu comércio. “Também tomamos a iniciativa de distribuição de pães para a comunidade carente do Novo Jóquei, pois nas últimas semanas, o número de pessoas precisando de algum tipo de ajuda aumentou demais. Pessoas chegando até nós pedindo doação e até mesmo oferecendo trabalho em troca de alimentos”, contou o comerciante.

Quem também não ficou de fora do grupo solidário, foram os “Amigos corredores”. O time de atletas amadores de corrida formado em Campos, decidiu não ficar de mãos atadas e logo surgiu a ideia de poder ajudar ao próximo

“Nos reunimos e decidimos que não podíamos ficar parados e precisávamos fazer algo para ajudar quem necessita de cuidado no meio dessa pandemia. Então, decidimos criar uma campanha para arrecadar alimentos para três instituições da cidade e, em troca, daríamos máscaras aos doadores”, declarou Fábio Zacarias, que é um dos fundadores do Grupo Amigos Corredores de Campos.

Fábio também contou que novas ações estão programadas e serão divulgadas ainda esta semana. “Estamos programando uma nova ação, desta vez com o intuito de arrecadar materiais de limpeza e higiene pessoal. Visitando essas instituições, percebemos que além dos alimentos, os assistidos por esses projetos necessitavam dos materiais de higiene, principalmente durante esse tempo de pandemia do novo coronavírus”, contou o atleta.

Independente de como ou quem ajudar, o importante é praticar o bem. Em meio a toda essa crise que estamos enfrentando, ajudar a quem precisa pode ser um dos caminhos a ser utilizado para tornar o mundo, um lugar melhor para viver, demonstrando amor, empatia e compaixão ao próximo.