Covid-19 e o risco para pacientes obesos

O assunto é destaque na coluna sobre nutrição e saúde "Viver Bem" no Jornal Terceira Via

Saúde
Por Diego Motta
18 de abril de 2020 - 13h22

Leandro Araújo é médico anestesiologista (Reprodução)

O médico anestesiologista e estudioso sobre obesidade e Covid-19, Leandro Araújo, explicou e destacou algumas questões importantes sobre o novo coronavírus na coluna “Viver Bem”, do Jornal Terceira Via desta semana. Segundo ele, a obesidade não aumenta a probabilidade de se contrair o vírus. As chances são iguais para todos indivíduos.

Leandro Araújo afirma que a obesidade é um fator de risco para se desenvolver formas graves da Covid-19, e isso independe da idade. Pelo contrário. Quase todos casos graves em pacientes abaixo de 40 anos são em pacientes obesos.

Isso tem algumas explicações: a obesidade está relacionada com diabetes e hipertensão que são fatores de risco. Além disso, a obesidade por si só é um processo inflamatório crônico.  A Covid-19 é um processo inflamatório agudo. Portanto, se somam.

E a conta não fecha aí. Pacientes obesos, uma vez intubados, são de difícil manejo, já que  os pacientes graves intubados são colocados em posição prona, ou seja, de barriga para baixo. Isso é extremamente complicado nos obesos. E todos demais procedimentos necessários, como punções venosas, traqueostomia, tudo é mais difícil nos obesos.

Então, o que já sabemos de outros países, agora estamos vendo aqui mo Brasil. Pacientes abaixo de 40 anos que necessitam de Unidade de Terapia Intensiva, quase todos são obesos. E, infelizmente, o desfecho não tem sido favorável, como é o caso do jovem de 23 anos, estudante de nutrição falecido no dia 31 de março. É preciso ter atenção, sem pânico e com muita responsabilidade.