População deve reforçar sacos de lixo domiciliar para prevenção de garis

Materiais deverão ser ensacados duas vezes com embalagens resistentes, descartáveis e com enchimento de até dois terços da capacidade

Campos
Por ASCOM
26 de março de 2020 - 8h59

(Foto: Divulgação/Prefeitura de Campos dos Goytacazes)

Com o objetivo de proteger os garis com o manejo de resíduos sólidos durante a coleta neste período de pandemia do coronavírus, em todo o país, a Prefeitura de Campos, através da Superintendência de Limpeza Pública (Sulimp), recomenda que, neste período de quarenta quando a maioria das pessoas está em casa, todos reforcem os sacos de lixo domiciliar para proteger os agentes de coleta do contato com possível material contaminado.

Segundo o superintendente de Limpeza Pública, Carlos Augusto Siqueira, essa é uma recomendação preventiva para oferecer mais segurança aos garis, durante a quarentena.

“Os materiais deverão ser ensacados duas vezes com embalagens resistentes, descartáveis e com enchimento de até dois terços da sua capacidade. A medida busca evitar o contato dos coletores com possíveis resíduos contaminados. A coleta de lixo é um serviço extremamente essencial e precisamos colaborar com a saúde dos garis”, explica Carlos Augusto.

Desta forma, será possível evitar que esse trabalhador seja infectado. Outro cuidado que vale a pena ressaltar é com seringas e objetos de vidro. O ideal é abrir a garrafa pet e colocar esse tipo de material dentro, fechando em seguida para protege-los também de ferimentos e contaminação.

Fonte: Prefeitura de Campos dos Goytacazes