Hospital de Campanha em Campos vai funcionar na antiga Vasa, na 28 de março

Novos 150 leitos de UTI funcionarão no prédio cedido pelos proprietários da rede Superbom ao Governo do Estado

Campos
Por Redação
24 de março de 2020 - 14h53

Foto: Carlos Grevi

A Secretaria Estadual de Saúde confirmou à Prefeitura de Campos que vai instalar um Hospital de Campanha, em Campos, com 150 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Clínica Médica para atender a pacientes com coronavírus na região. A medida foi após o município enviar ofício ao Governo do Estado apresentando necessidade de mais leitos para Campos.

“Inicialmente, o Governo do Estado informou à Prefeitura que instalaria 135 leitos, mas na noite desta segunda, por telefone, o secretário Edmar Santos informou que terão mais 15 leitos, totalizando 150 no hospital de campanha. O local ainda não foi anunciado, pois a empresa responsável pela montagem precisa definir o tamanho da área a ser utilizada”, informou a prefeitura.

O Jornal Terceira Via apurou que o hospital de campanha vai funcionar no prédio da antiga Vasa, na avenida 28 de março. Os proprietários do espaço, Joilson e Licínio Barcelos – que também são donos da rede de supermercados Superbom – informaram que foram contactados pela Secretaria Estadual de Saúde e disponibilizaram o espaço.

Nem a prefeitura nem o governo do estado informaram, ainda, onde será instalado o hospital de campanha, que será mais uma unidade para o município que vai inaugurar, nos próximos dias, o Centro de Combate ao Coronavírus, no Hospital Sociedade Portuguesa de Beneficência.

“Estamos adotando todas as medidas necessárias neste momento para garantir o isolamento social e, consequentemente, o mínimo possível de contágio da doença. O momento é de união, o Governo do Estado está totalmente inclinado nesta luta, tanto que nos atendeu prontamente. Agradeço ao governador Wilson Witzel e ao secretário estadual de Saúde, Edmar Santos, pelo hospital de campanha, que, com certeza, será um grande reforço às ações que o Gabinete de Crise da Prefeitura de Campos vem adotando para o atendimento a possíveis vítimas do Covid-19”, frisou o prefeito Rafael Diniz.

“Este enfrentamento tem sido uma união de forças em prol da população de Campos. Agradeço também aos deputados estadual Rodrigo Bacellar e federal Marcão Gomes, que foram grandes parceiros para mais essa grande conquista para nossa cidade”, frisou o prefeito.

Confirmação de caso – A Vigilância em Saúde de Campos confirmou, na segunda-feira (23), o primeiro caso do novo coronavírus no município. O paciente, de 37 anos, apresenta sintomas leves, passa bem e está em isolamento domiciliar desde o último dia 13 de março, quando chegou de São Paulo, onde esteve em uma convenção. O caso importado já foi notificado ao Governo do Estado.

O Município possui atualmente 14 casos suspeitos sob investigação e acompanhamento.

Prefeitura adota outras medidas na cidade (Foto: Carlos Grevi)

PRINCIPAIS MEDIDAS ADOTADAS PELA PREFEITURA DE CAMPOS PARA CONTER O CORONAVÍRUS

1 – Criação do Centro de Combate ao Coronavírus (CCC), no novo prédio da Sociedade Portuguesa de Beneficência de Campos.
2 – Fechamento de todos os estabelecimentos comerciais entre os dias 23 de março e 5 de abril, com exceção dos que comercializam alimentos, água, gás e combustível.
3 – Definição de novo horário de funcionamento dos hipermercados, supermercados e mercados, incluindo atacados, atacarejos, lojas de conveniência e afins, que passam a funcionar de segunda a sábado das 8h às 20h, suspendendo suas atividades aos domingos.
4 – Suspensão, até o dia 5 de abril, do atendimento presencial ao público nos bancos, casas lotéricas, agências de créditos e afins, ficando permitido o atendimento para pagamento de benefícios sociais, seguro desemprego e FGTS e o funcionamento dos terminais de autoatendimento.
5 – Definição de novo horário para expediente interno nos órgãos públicos municipais, que passa a ocorrer das 9h às 13h.
6 – Restrição no horário de funcionamento das feiras livres, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, quitandas e centros de abastecimento de alimentos, lojas de conveniência, lojas de venda de alimentação para animais, distribuidores de gás, lojas de venda de água mineral e padarias, que ficam autorizados a funcionar das 7h às 19h.
7 – Suspensão das atividades de caráter eletivo de clínicas, consultórios, laboratórios e estabelecimentos congêneres.
8 – Suspensão das atividades da construção civil, permitindo-se apenas os serviços de reparos emergenciais.
9 – Criação de quatro barreiras sanitárias em acessos ao município.
10 – Proibição no corte do fornecimento de água por tempo indeterminado.
11 – Prorrogação no prazo de vencimento das contas de água dos consumidores que pagam a tarifa social e pequenos comerciantes.
12 – Garantia de aumento de 15% no consumo médio de água do consumidor sem aumento do custo.
13 – Criação do Gabinete de Crise, que coordena e define ações de enfrentamento ao coronavírus.
14 – Aquisição de novos materiais para as unidades de saúde.
15 – Suspensão das aulas na rede municipal por 15 dias desde o dia 16 de março.
16 – Suspensão de todos os eventos culturais e esportivos, eventos públicos e cursos oferecidos pelos órgãos da Prefeitura de Campos.
17 – Fechamento das repartições municipais ao atendimento público até o dia 31 de março.
18 – Prorrogação no prazo de pagamento dos débitos municipais com vencimento até 31 de março. O contribuinte terá 7 dias para pagar após o retorno das atividades normais.
19 – Redução em 50% da capacidade de locação dos veículos do transporte público.
20 – Determinação, no transporte público, de que só circulem veículos em que seja possível abrir as janelas, garantindo a circulação de ar.
21 – Suspensão por 15 dias dos atendimentos ambulatoriais na rede municipal de Saúde a partir de 16 de março.
22 – Suspensão por 15 dias das cirurgias eletivas na rede própria e contratualizada, com exceção das cirurgias oncológicas e cardiológicas, a partir de 16 de março.
23 – Limpeza, por equipe da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental, do pavimento das unidades de saúde, em seu entorno e nos pontos de ônibus.
24 – Autorização para que a Secretaria Municipal de Saúde faça a relocação de médicos para suprir a demanda da população em caso de necessidade.
25 – Garantia de estoque de insumos da área de Saúde, como máscaras, luvas e material de limpeza, para priorizar o atendimento dos casos urgentes.
26 – Realização de nova licitação para a compra de novos insumos hospitalares.
27 – Liberação dos servidores municipais considerados de grupo de risco (acima de 60 anos, gestantes, pacientes oncológicos e imunocomprometidos) sem corte de salário.
28 – Suspensão do recadastramento anual dos servidores do PreviCampos no mês de aniversário.
29 – Criação de uma sala de apoio na Vigilância Epidemiológica para acompanhar casos de coronavírus e possíveis isolamentos.
30 – Parceria com a UPA para atendimento de casos suspeitos.
31 – Intensificação da fiscalização aos estabelecimentos comerciais para evitar preços abusivos e venda de produtos de procedência duvidosa.
32 – Manutenção do atendimento no Núcleo de Auditoria, Controle e Avaliação para pacientes de Oncologia, Hemodiálise e Cateterismo.
33 – Manutenção das viagens de pacientes que necessitam de Tratamento Fora do Domicílio, para oncologia e revisão pós-operatório.
34 – Orientação de funcionários para reforçar o uso consciente dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e o fluxograma de atendimento para possíveis pacientes com sintomas da doença.
35 – Em janeiro, primeiras reuniões na Secretaria de Saúde para elaboração do protocolo de atendimento.
36 – Reunião no início de fevereiro com diretores de hospitais para definir protocolo de atendimento.
37 – Capacitação dos profissionais do Hospital Ferreira Machado, Hospital Geral de Guarus, UPHs, UBSs e UPA, no dia 2 de março.
38 – Realização de mesa redonda com médicos na Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia.
39 – Formação de equipe de Educação Continuada para atuação diretamente com os profissionais nas unidades de saúde.
40 – Divulgação de ações através de redes sociais, portal e carros de som, especialmente no interior.