Polícia prende suspeito de fabricar álcool gel de modo clandestino

Material foi apreendido na Estrada de Brejo Grande e levado com o acusado para a Delegacia de Guarus

Polícia
Por Redação
19 de março de 2020 - 18h30

A fábrica na Estrada de Brejo Grande era usada para a confecção do álcool gel suspeito

A Polícia Militar recebeu denúncias de que estaria sendo fabricado álcool gel de modo clandestino, na Estrada de Brejo Grande, em Campos. No fim da tarde desta quinta-feira (19), um suspeito foi preso com material para a confecção do produto que não tem autorização, nem fiscalização para ser comercializado. Ele teria ocupado um anexo de uma fábrica para embalar e vender o álcool gel em sites de compras pela internet. Segundo a PM, o profissional químico M.S.V., confessou usar o local para fabricação de modo clandestino, sem autorização. Ele foi levado para prestar depoimento na 146ª Delegacia de Polícia Civil, em Guarus.

Foram recolhidos na fábrica em Brejo Grande 13 caixas etiquetadas para destinatários. Várias delas estavam prontas para serem despachadas pelo correios. A PM apreendeu ainda com o químico cerca de 25 litros com álcool em gel prontos para serem envasados; um liquidificador, o produto carbopol para mistura com álcool, etiquetas, comprovantes de vendas do site Mercado Livre, garrafas de água mineral e embalagens para colocar o álcool em gel.

Materiais usados para a fabricação do suposto álcool gel foram recolhidos

Apreensão pela manhã

O Jornal Terceira Via noticiou na manhã desta quinta-feira (19) outra apreensão de álcool gel sem procedência no bairro Pelinca. Fiscais do Procon Campos estiveram em um estabelecimento na Rua Alvarenga Filho. Eles recolheram mais de 100 frascos  do produto.

“Recebemos a denúncia e imediatamente fomos ao local, onde constatamos irregularidades nos produtos, que não apresentavam características de qualidade como local de fabricação, data de validade, entre outros”, explicou Douglas Leonard. O material será testado pela Vigilância Sanitária.  Na última terça-feira (17), outro estabelecimento foi notificado por vender álcool em gel com preço muito acima do mercado. O estabelecimento comercial denunciado sofreu auto de infraçã. O Procon registrou ocorrência do caso na 134ª Delegacia de Polícia.

O Procon informa que, neste período de cuidados com a Covid-19 (Coronavirus), houve um grande aumento de procura pelo álcool gel. O órgão intensificou a fiscalização do produto no comércio de Campos. Denúncias e informações podem ser feitas pelos telefones (22) 981752561 e (22) 981750988.