Saiba como ter cuidados para evitar a contaminação pelo coronavírus

A Enfermeira responsável pelo CCIH do Grupo IMNE, Roberta Lastorina, informou algumas maneiras de se prevenir contra a doença

Saúde
Por Redação
28 de fevereiro de 2020 - 9h33

O Novo coronavírus têm assustado bastante a população mundial, principalmente os países do Hemisfério Norte. Na última terça-feira (25), o caso de um homem atestou positivo para o vírus em São Paulo. O rapaz teria vindo da Itália onde há um grande surto da doença em todo o país.Nesta quinta-feira (27), a Prefeitura de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, confirmou que investiga um caso suspeito de coronavírus no município. A Secretaria de Estado de Saúde, divulgou hoje, que investiga cinco casos suspeitos: (2)Rio de Janeiro , (2) Niterói e (1) Nova Iguaçu. Amostras de fluidos corporais foram recolhidas e mandadas para o Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen-RJ) e para a Fiocruz .

A equipe do Jornal Terceira Via conversou com a Enfermeira responsável pelo Centro de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), do Grupo IMNE, Roberta Lastorina, que informou algumas maneiras de se prevenir contra o coronavírus. “A prevenção que deve ser feita para evitar o coronavírus é bem parecida com a prevenção que devemos ter para qualquer outra doenças respiratórias como gripe e resfriado. Evitar aglomeração, evitar permanecer perto de pessoas que estejam tossindo ou espirrando, estar sempre higienizando as mãos e se possível outras áreas do corpo com álcool em gel. Enfim, os cuidados são idênticos aos que devemos ter para a prevenção de outras doenças respiratórias”, declarou.

Um dos casos suspeitos de coronavírus é de uma mulher de 49 anos que deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (Upa) do bairro de Botafogo, em Nova Iguaçu. De acordo com a Secretaria municipal de Saúde do município, ela foi ao Hospital Geral de Nova Iguaçu (Hospital da Posse) com sintomas de tosse, febre e coriza.

A Secretaria Estadual de Saúde  do Rio de Janeiro informou nesta quinta-feira (27) que investiga um caso suspeito de coronavírus em Macaé. O paciente é um jovem de 22 anos que chegou há 10 dias da Itália. Casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde, o que ainda não ocorreu. A Prefeitura de Macaé informou que o paciente, após avaliação em um hospital particular, encontra-se em observação domiciliar. O município informou que a Secretaria Estadual foi devidamente comunicada e foi estabelecida a abertura formal do protocolo.

Em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, a prefeitura da cidade confirmou na manhã desta quinta-feira (27) que investiga um caso suspeito de coronavírus no município. Trata-se de uma mulher que retornou ao Brasil esta semana de um cruzeiro com destino à Argentina. Segundo nota divulgada pela Secretaria de Saúde do município, a paciente está internada em um hospital particular na própria cidade.

Segundo o comunicado, a mulher foi atendida e foram adotadas medidas preventivas contra a transmissão do coronavírus por gotículas. Também foram realizadas coletas de amostras e testes de vírus respiratórios comuns.

A paciente passa bem e, de acordo com a Prefeitura de Nova Friburgo, o material coletado para análise específica foi encaminhado ao laboratório de referência do Estado, o Lacen RJ, que encaminha também para Fiocruz, de acordo com o protocolo Charité.

Como lavar e usar nas mãos

O Brasil investiga pelo menos 20 casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus. Os pacientes são de onze estados brasileiros, além do Distrito Federal: Ceará, Bahia, Paraíba, Pernambuco, Minas Gerais, Espirito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Até o momento, 59 casos suspeitos foram descartados após exames darem negativo para o novo coronavírus ou positivo para outros virus circulantes no Brasil.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está trabalhando com especialistas para expandir o conhecimento médico sobre o novo coronavírus. Dados sobre a transmissão, recuperações e óbitos são importantes para conhecer melhor a doença e a proporção da epidemia.

Caso haja algum caso confirmado no Estado do Rio por exemplo, Roberta informou que a Secretaria de Saúde do Estado está preparada para tentar conter o coronavírus. “Em qualquer região do Rio de Janeiro, já existe um plano de contingência feito pelo Ministério da Saúde e pela Secretaria de Saúde do Estado de como atender ao paciente em processo de investigação tanto no ambiente hospitalar como também nas orientações na qual: cada um desses pacientes serão orientados a seguir em domicílio caso seja confirmado a infecção pelo vírus”, finalizou.

Confira a reportagem de Taysa Assis pela Terceira Via TV