Piloto de quadriciclo envolvido em incidente na Praia de Grussaí foi intimado a comparecer na DP de SJB

Leonardo alegou que o ocorrido foi um acidente e que tinha dado marcha-ré no veículo pois havia ouvido alguém lhe chamar

Região
Por Bernardo Rust (Estagiário)
4 de fevereiro de 2020 - 9h30

Foto: (Sivana Rust/Arquivo)

O piloto do quadriciclo que atropelou uma mulher na tarde deste domingo (2º), na Praia de Grussaí, em São João da Barra, foi intimado a comparecer na 145ªDP, que é a delegacia do município, para prestar esclarecimentos sobre o ocorrido que ganhou grande repercussão nos últimos dias.

A equipe do Jornal Terceira Via tentou entrar em contato com Leonardo Rodrigues na manhã desta terça-feira (4º), mas não obteve sucesso.

 Leonardo conversou nesta segunda-feira (3º) com a nossa reportagem e alegou que o ocorrido foi um acidente e que tinha dado marcha-ré no veículo pois havia ouvido alguém lhe chamar e por isso voltou para saber quem era. “Estava transitando na areia da praia com minha família no quadriciclo, quando ouvi alguém me chamar. Dei marcha-a-ré para saber quem me chamou e não percebi que o quadriciclo tinha encostado na banhista. Como estava com pressa porque minha sogra tinha passado mal, logo segui meu trajeto. Meu erro foi ter ido embora, mas não tive intenção de causar um atropelamento ou algo do tipo. Inclusive, nem sabia que o quadriciclo a atingiu”, contou.

Ainda de acordo com Leonardo, ele passaria pela avenida Atlântica com o quadriciclo e resolveu cortar caminho pela areia para socorrer a sogra. “Já entrei em contato com um advogado e vou à delegacia esclarecer essa situação”, afirmou.

Na 145ª DP, a Polícia Civil registrou um termo circunstanciado. Na ocasião, a vítima disse acreditar que o acidente foi intencional, pois quando viu o quadriciclo em movimento na areia, advertiu o piloto de que era proibido trafegar naquele local.