Novidades e destaques na Coluna do Balbi

O jornalista revela o que há de mais importante na semana

Coluna do Balbi
Por Aloysio Balbi
3 de fevereiro de 2020 - 6h00

*Com colaboração de Girlane Rodrigues

Wanda Terezinha Vasconcelos preside a Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia

Que mulher é essa?

Wanda Terezinha Vasconcelos é pedagoga, advogada e médica. Preside a Sociedade Fluminense de Medicina e Cirurgia – SFMC. Como não bastasse, tornou-se a segunda mulher a presidir a Academia Campista de Letras – ACL. Uma vida agitada como a dela é rara. E ela assume a Academia com o compromisso de agitar aquela instituição de cultura, atraindo principalmente jovens escritores. No momento, a Academia está em recesso, mas março está chegando.

Resíduos

A Vital Engenharia Ambiental S/A recebeu do Instituto Estadual do Ambiente- INEA- licença ambiental para manter e operar uma Central de Tratamento de Resíduos em Campos. Vai implicar em um aterro sanitário em sua primeira fase com capacidade estimada para 1.000.000 metros quadrados de resíduos. Ao todo serão três fases. Será instalada em Conselheiro Josino, na fazenda Nova Gaivota.

Reparando

Teve grande repercussão a reportagem Especial deste jornal, a edição anterior sobre a amarga decadência do açúcar. Mostrou um pouco da história do apogeu e da queda. Mas a bem da história, um pequeno reparo: falamos que Evaldo Inojosa tinha trazido para Campos, para a usina Sapucaia, o senador pernambucano João Cleofas de Oliveira. Na verdade, quando Evaldo Inojosa aqui aterrissou, João Cleofas já estava moendo em Sapucaia.

Honorário

Um dos comerciantes mais audaciosos de sua geração, Antônio Oliveira, que fundou a Icaraí Moveis, que nos anos 80 era uma das principais lojas de eletrodomésticos de Campos definitivamente afastou-se deste ramo. Na semana passada, a Câmara de Dirigentes Lojistas- CDL- decidiu conceder à Oliveira o título de sócio honorário da entidade. Em tempo: Oliveira andou internado por uns dias, coisa pouca, mas já está em casa.

Disputando a fatia

Domino’s Pizza chegando com tudo em Campos. Abriu cerca de 20 postos de trabalho e vai dar para disputar uma boa fatia de mercado. Na verdade o que existe de pizzaria em Campos não está no gibi. Guardadas as devidas proporções, como se dizia antigamente, parece até uma São Paulo. De cada 10 motoboys que circulam pela cidade, sete estão entregando pizza à domicílio.

No radar

O Porto do Açu está na mira das montadoras de veículos instaladas no Rio de Janeiro. Vem aí uma mega montadora a partir da fusão da Fiat com a Chrysler, e o Porto de São João da Barra está no radar dela. Antes, esses veículos estavam sendo exportados pelo porto da cidade do Rio de Janeiro ou pelo Porto Real. Mais uma boa expectativa para a economia da região.

Afogados 1

As fortes chuvas que deixaram diversas cidades do Norte e Noroeste do estado do Rio de Janeiro inundadas, após o transbordamento de três rios na região, também resultaram em perdas para o comércio. Levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises – IFec RJ aponta que 56,6% dos estabelecimentos comerciais, em 14 municípios, foram prejudicados pelo temporal, com prejuízo estimado em R$ 37,2 milhões.

Afogados 2

Para 56,6% dos empresários, a tempestade afetou de alguma forma seu negócio. Segundo 72,8% dos consultados afetados pela enchente, o principal fator teria sido a drástica redução da demanda, ou seja, falta de clientes. Também contribuíram para as perdas a falta de funcionários (27,2%) e o alagamento do estabelecimento ou depósito (25,6%). Em 23,2% dos estabelecimentos não houve entrega de mercadorias e para 17,6% ainda ocorreram danos à estrutura física do negócio e perdas de mercadoria.

Ordem

É preciso um freio de arrumação nos carros e motoristas de aplicativos em Campos como Uber e o 99. Muitos carros são cacarecos. Mas, em muitos casos, os motoristas conseguem ser piores do que os carros velhos: dirigem de bermuda e de chinelos, e o contratante do serviço ainda é obrigado a aturar o gosto musical das figuras, que melhor dizendo, o mau gosto.

Loucura

O cantor, compositor e escritor Chico Buarque não pegou nada leve ao fazer um vídeo dando seu depoimento sobre o filme Democracia em Vertigem. Falou bem do filme, e no final disse que o Brasil “ está sendo governado por loucos”.