Mulher é presa em São Fidélis acusada de tentar vender a filha

Um casal teria pago o valor R$450 por um bebê de apenas quatro meses de idade

Região
Por Redação
1 de fevereiro de 2020 - 12h22

O caso foi registrado na Delegacia de Polícia da cidade (Foto: Arquivo)

Uma mulher foi presa em São Fidélis depois de ter sido acusada de vender a filha de quatro meses para um casal pelo valor de R$450. Segundo a Polícia Militar, a ação aconteceu com apoio do Ministério Público que foi informado sobre o ato envolvendo F.M.S., de 30 anos. Ela já possuía antecedentes criminais por tráfico de drogas e tentativa de homicídio. O caso está sendo investigado pela 141a Delegacia de Polícia Civil. O crime foi registrado como falsidade ideológica por a acusada tentar registrar a criança em nome do homem que ficaria com o bebê.

De acordo com fontes da polícia, F.M.S. contou com a ajuda de uma mulher que intermediou “a compra” e o registro do bebê que é uma menina de quatro meses de vida. Esta mulher seria cunhada do casal citado na negociação. A polícia informou que o casal acusado ainda não foi localizado, mas faz buscas para tentar identificá-lo. A criança está sob os cuidados da família da mãe que tentou vender a filha. O casal deve ser indiciado por tráfico de crianças.

A acusada F.M.S. foi autuada por falsidade ideológica quando tentou registrar a criança em nome do homem que teria pago R$450 para ficar com o bebê. O pai biológico da criança não foi mencionado na ocorrência. A mulher que foi apontada como cunhada do casal e que teria intermediado a transação também está sendo procurada para prestar depoimento. O caso segue em investigação pela Delegacia de São Fidélis.