Corpo de criança é localizado no mar do Açu, em São João da Barra

Vítima será encaminhada ao IML de Campos para reconhecimento

Geral
Por Redação
21 de janeiro de 2020 - 15h08

Marinha participou das buscas (foto: Portal do Farol de São Thomé)

O corpo de uma criança foi localizado, na tarde desta terça-feira (21), no mar do Açu, em São João da Barra. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as características da vítima são semelhantes às de Kamylle Rodrigues, de 7 anos, que desapareceu domingo (19), no Farol de São Thomé, mas ainda não é possível afirmar se realmente se trata da menina.

Ainda de acordo com os militares, o corpo foi localizado por volta das 14h20 e será embarcado em uma lancha da Marinha do Brasil — que auxiliou o Corpo de Bombeiros nas Buscas — e será encaminhado ao Porto do Açu, que é próximo. De lá, a autoridade portuária acionará a Polícia Civil e só então o corpo será transportado para o Instituto Médico Legal de Campos, onde será reconhecido.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, as buscas à Kamylle começaram desde a manhã do último domingo. Equipes procuraram pela faixa de terra e pela água em toda a extensão as praia campista.

Kamylle estava na companhia do pai e de um irmão, no último domingo, em Farol. As duas crianças brincavam na beira do mar, quando ambas foram surpreendidas pela violência da onda e arrastadas. O menino foi salvo em tempo, mas Kamille desapareceu nas águas.

Em nota, a Marinha informou que:

A Marinha do Brasil, por meio do Comando do 1° Distrito Naval, informa que, na tarde desta terça-feira (21), foi encontrado no mar, nas proximidades da Praia do Açu, em São João da Barra (RJ), o corpo de uma criança, que foi encaminhado ao IML para identificação.

As buscas foram iniciadas no dia 19, quando a Agência da Capitania dos Portos de São João da Barra (AgSJBarra) tomou conhecimento do desaparecimento de uma criança na Praia do Farol de São Tomé, em Campos dos Goytacazes.

Durante três dias, a MB conduziu uma Operação de Busca e Salvamento em que foram empregadas uma lancha e uma motoaquática da AgSJBarra, o Navio-Patrulha Oceânico “APA”, o Aviso Patrulha “Anequim” e uma Aeronave UH-15, que fizeram uma varredura na região do litoral norte fluminense.

A MB lamenta o ocorrido e se solidariza com a família da vítima. A Marinha informa ainda que disponibiliza o número 185 para emergências marítimas.