Supermercados do RJ não darão mais sacolas plásticas gratuitamente

Chegou ao fim o período de adaptação da lei, que permitia a oferta grátis de duas sacolas

Meio Ambiente
Por Redação
15 de janeiro de 2020 - 14h24

(Foto: Arquivo/Silvana Rust)

A partir desta quarta-feira (15), os supermercados do estado do Rio de Janeiro não vão mais oferecer gratuitamente sacolas plásticas de qualquer material aos clientes. A medida obedece a Lei Estadual nº 8.006/18, publicada em junho de 2019.

Após o período de adaptação da lei, que permitia a oferta grátis de duas sacolas recicláveis ou biodegradáveis, a media agora entra em vigor com a meta de reduzir pela metade a distribuição de sacolas ao longo do ano, segundo a Associação de Supermercados do Rio (ASSERj).

No ano passado, em apenas um mês de adequação da lei, a ASSERJ identificou a redução de 39,2% no consumo das novas sacolas plásticas nos supermercados associados.

Estima-se que, por ano, cerca de 4 bilhões de sacolas plásticas eram distribuídas. Com base nisso, mais de 300 milhões de sacolas plásticas eram entregues por mês no Rio de Janeiro. Com a aplicação da lei, o número caiu para pouco mais de 200 milhões de sacolas/mês.

O Rio de Janeiro é o primeiro estado do país a banir a distribuição das sacolas plásticas nos estabelecimentos comerciais. Em 2011, Belo Horizonte também implementou uma lei municipal com a proibição das sacolas. A cidade de São Paulo já tinha a lei municipal nº 15.374/2011, que entrou em vigor em 2015.

Fonte: Uol