Idosos do Asilo do Carmo devem passar o Natal em “casa nova”

Previsão é que obras no Solar Santo Antônio e anexo sejam entregues no dia 13 do mês que vem

Campos
Por Thiago Gomes
28 de novembro de 2019 - 16h53

Asilo do Carmo (Foto: Arquivo/Silvana Rust)

Após seis meses de obras, conforme o previsto no cronograma inicial, as melhorias do Asilo do Carmo devem ser entregues no dia 13 de dezembro, segundo adiantou o presidente da Associação Mantenedora do Asilo do Carmo, Marcelo Azevedo. Segundo ele, todos na unidade trabalham para que os 47 idosos passem o Natal já nas novas acomodações. Duas obras no mesmo espaço seguem paralelamente: a primeira é a do casarão histórico, com recursos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan); a segunda é a do anexo onde vivem os idosos, mantida com recursos próprios. Há, inclusive, segundo Marcelo, a expectativa de que o Solar Santo Antônio seja reaberto para visitação, algo que vem sendo esperado há pelo menos 25 anos.

De acordo com Azevedo, a obra em andamento não contempla a restauração do Solar Santo Antônio, o que ficará para uma segunda etapa, ainda sem data para começar. Mas, segundo ele, as intervenções foram suficientes para afastar o risco de desabamento do casarão histórico. Por isso, existe a possibilidade de que o espaço seja reaberto.

“Quanto a isso, ainda vamos conversar com os engenheiros para saber quais partes do casarão poderemos utilizar. Mas a nossa intenção é reinaugurar o solar com um baile de máscaras, pois é uma ocasião pela qual esperamos por 25 anos”, revelou.

Casarão passou por restruturação (Foto: Arquivo/Silvana Rust)

Ao custo de R$ 1.339.413,09, as intervenções que começaram no Solar Santo Antônio em junho último contemplam escoramento, troca de telhado e descupinização. O presidente da Associação Mantenedora do Asilo do Carmo disse que paredes também foram recuperadas. O telhado, que é a única parte ainda pendente, já está em fase de conclusão.

Parte das melhorias no anexo ao casarão, onde vivem os idosos, será entregue em dezembro. Segundo Azeredo, o espaço já concluído é suficiente para acomodar os internos neste primeiro momento. Eles serão acomodados na ala masculina e na ala mista, enquanto segue a obra da ala feminina e de outros cômodos que ficam no segundo andar. Até agora foram investidos mais de R$ 300 mil no anexo.

“Toda a estrutura foi refeita de acordo com o Estatuto do Idoso e com as especificações do Ministério Público. Apesar de as obras ainda estarem em andamento, a segurança dos idosos está garantida, pois eles não terão contato com essa áreas”, garantiu Marcelo Azevedo.

Para que as intervenções pudessem ser realizadas, os internos foram transferidos para as instalações do Asilo Monsenhor Severino. Após a entrega das novas instalações, prevista para o dia 13, Azevedo acredita que sejam necessários cerca de dez dias para a limpeza e demais preparativos do local para, só então, começar a transferência dos idosos.

Festa — A instituição prepara uma festa de fim de ano para os internos no dia 12. Os festejos acontecerão no Asilo Monsenhor Severino e o presidente da Associação Mantenedora do Asilo do Carmo convida a população a participar. “Os idosos ficam muito felizes quando recebem visitas”, finalizou.

Idosos foram transferidos para o Asilo Monsenhor Severino (Foto: Arquivo/Silvana Rust)