Doces e doceiras se destacam em festival cultural de Campos

O FDP vai realizar diversas atividades durante o feriadão na cidade

Entretenimento
Por Redação
14 de novembro de 2019 - 15h34

Engracia Fernanda, uma das mais antigas doceiras de Campos (Foto: Silvana Rust)

O Festival Doces Palavras destaca neste fim de semana atividades com doceiras da cidade. No sábado (16), às 14h, vai acontecer um bate-papo, mesa redonda com 20 doceiras que fazem parte da Tradição da Doçaria Campista. Elas falarão sobre a importância da profissão que propaga a arte doceira e o nome de Campos além das fronteiras do município com delícias artesanais, passadas de geração em geração. O encontro acontece no Santa Paciência, nna Barão de Miracema, 88, Centro.

Dayse Souza Cruz, com 28 anos de profissão, defende o ofício com paixão. Ela diz que Campos se mantém doce com o açúcar, graças às mulheres doceiras dedicadas e guerreiras.

Três gerações de doceiras na mesma família: paixão e empreendedorismo (Foto: Reprodução)

“As mais antigas continuam lutando por essa tradição dos doces típicos campistas. As doceiras novatas precisam ouví-las e entender a importância dessa nossa cultura doceira, como o doce chuvisco, símbolo da nossa cidade, patrimônio cultural e imaterial que serve de vitrine do nosso município para todo o país”, destaca Dayse.

As doceiras se dedicam todos os dias do ano para fazer delícias originais. “Ajudamos com atividades culturais e turísticas para a nossa cidade. Mantemos viva a tradição”, conclui Dayse Souza Cruz.

Programação do Festival Doces Palavras

Quinta-feira (14)

17h – Mesa redonda: O curso de Letras do Uniflu e a História da Academia Campista de Letras e da Academia Pedralva Letras e Artes

Participação dos acadêmicos Ronaldo Henrique Barbosa Junior e Carlos Augusto Souto de Alencar.

Mediação da estudante Gisele Leal Calil.

Local: Auditório do UNIFLU, campus I

19h – Sarau Encontro de Balde – A poesia de Lucia Miners

Local: Santa Paciência Casa Criativa.

Sexta-feira (15)

18h30 – Mesa de debate: A representação da mulher na escrita

Participação das professoras Paolla Souza, Talita Barros e Arlete Sendra.

Local: Santa Paciência Casa Criativa.

20h – Lançamento do livro “O azarão da Baixada da Égua”
Participação do autor, o jornalista Felipe Sales.

Sábado (16)

14h às 21h – Feira: Qual o seu dom?

14h – Encontro de Doceiras

14h – Oficina: “Recursos expresssivos para o poema”, com o poeta Adriano Moura.

15h – Lançamento do livro “Dudu e o Urublue”, de André Caz.

18h – Pocket: “Liquidificador e outros poemas e canções”, com Adriano Moura e Matheus Nicolau

Local: Santa Paciência Casa Criativa