Sindicato dos bancários responde a citação de leitor em reportagem sobre barulho

Segundo entidade, quem aluga salão e bar é orientado a manutenção ruídos dentro dos limites legais

Geral
Por Redação
8 de novembro de 2019 - 10h12

(Foto: Reprodução)

O Sindicato dos Bancários e dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (SBTRAF) de Campos e Região encaminhou à redação do Jornal Terceira Via, na manhã desta sexta-feira (8), resposta à reportagem “Barulho repercute no Poder Público“. Publicada na edição 159 do impresso, o texto enumera a sede social da entidade entre os locais cuja produção de ruído gerou queixas entre leitores nas redes sociais do jornal.

O SBTRAF confirma o aluguel de um salão localizado na sobreloja da sede da entidade para festas de casamento, aniversários e eventos semelhantes, mas afirma que os contratos de locação destacam “a importância de se observar a moderação do som, bem como do horário”.

Na resposta, o sindicato cita, ainda, a existência, na sede, de um bar que recebe eventos de música ao vivo. “Também nesse caso, o locador tem efetivamente, controlado o som dentro dos níveis de decibéis permitidos em lei para atividades comerciais desta natureza”, garante a entidade.
Leia, abaixo, a íntegra da resposta do SBTRAF: