Furnas abre inscrição para projetos sociais de atenção à criança e ao adolescente

Objetivo é destinar recursos aos Fundos de Defesa da Infância e Adolescência, em 2019

Geral
Por Redação
31 de outubro de 2019 - 16h50

(Foto: divulgação Furnas)

Levantamento da Fundação Abrinq com base em dados recentes do IBGE mostra que 22,6% das crianças e adolescentes entre 0 e 14 anos vivem em situação de extrema pobreza. Para ajudar a mudar essa realidade, FURNAS abre inscrições para destinar recursos aos Fundos de Defesa da Infância e Adolescência 2019. Até 11 de novembro, os Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente de todo país podem cadastrar as propostas que apoiem ações, serviços, programas ou projetos que contribuam para o fortalecimento dos direitos das crianças e dos adolescentes. Para participar da seleção basta acessar https://prosas.com.br.

“Ao longo das seis décadas de sua trajetória, FURNAS vem apoiando programas e projetos sociais voltados a crianças e adolescentes, a fim de contribuir para a inclusão social e a promoção da cidadania nas regiões onde atua. A empresa acredita que o envolvimento de toda a sociedade é fundamental um futuro mais justo e inclusivo para as nossas crianças e jovens”, ressaltou Claudia Tenório, assistente social de FURNAS.

Estão previstas duas modalidades no edital: a primeira contempla propostas dos Conselhos que apresentem um Plano de Trabalho com repasse de recursos às Organizações Sociais locais. Já a segunda é voltada para investimentos na estruturação dos Conselhos. É necessário que ambas as modalidades elaborem Plano de Monitoramento e Avaliação.

A execução das atividades selecionadas será acompanhada no período de um ano. Em caso de dúvidas, FURNAS disponibiliza o e-mail: grsp@furnas.com.br ou o telefone (21) 2528-2593.

Responsabilidade Social

Como empresa socialmente responsável, FURNAS firmou ao longo dos anos inúmeros pactos e compromissos na busca pela promoção da cidadania e do desenvolvimento humano, sempre em linha com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Entre os principais compromissos da empresa na proteção à criança e ao adolescente estão a Campanha Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e Programa Empresa Amiga da Criança.

Números do Descaso com crianças e adolescentes

Os dados da Abrinq fazem parte do Cenário da Criança e do Adolescente 2019. Os piores indicadores sociais, segundo esse estudo, estão nas regiões que mais concentram crianças e adolescentes no Brasil: Norte (41,6%), Nordeste (36,3%) e Sudeste (29,9%). Confira abaixo outros dados contemplados no levantamento:

Mais de 3 milhões de domicílios estão em favelas
16,4% das adolescentes são mães antes dos 19 anos
2,5 milhões de crianças e adolescentes até 17 anos trabalham
11,7 mil crianças e adolescentes foram vítimas de homicídios em 2017
· 65% das escolas no Brasil não possuem quadras esportivas