Mais uma noite de premiação

Neste ano, sete personalidades da sociedade campista foram escolhidas para receber o prêmio Sou Terceira Via

Entretenimento
Por Ulli Marques
9 de setembro de 2019 - 7h00

Fábio Paes, diretor do Sistema de Comunicação Terceira Via (Foto: Silvana Rust)

Assumir o compromisso de dar assistência, ensinar e encaminhar o próximo é um trabalho que, em tese, caberia ao poder público. São os governos, em seus âmbitos federal, estadual e municipal, que recebem e administram as verbas destinadas a prestar atendimento àqueles que vivem em situação de carência. Acontece que, na prática, instituições de caridade e cidadãos engajados acabam por arcar com essa responsabilidade e exercem o altruísmo ao dedicar seu tempo ao outro, principalmente àqueles que vivem em situação de vulnerabilidade. Eles agem, então, como uma terceira via que oferece uma rede alternativa de apoio.

São essas entidades e esses cidadãos que promovem o bem social os homenageados pelo prêmio Sou Terceira Via que, este ano, já está em sua terceira edição. Desde o princípio, o intuito dessa premiação foi dar visibilidade a essas ações de cidadania para, assim, multiplica-las, criando novas terceiras vias na cidade de Campos e na região.

Em 2019, quando o Sistema de Comunicação Terceira Via completa 7 anos de funcionamento e excelência, 7 nomes foram selecionados para receber essa homenagem no palco do Teatro Trianon durante nossa festa de aniversário que acontecerá no dia 24 de setembro.

Os homenageados deste ano são o médico pediatra com 60 anos de dedicação à medicina, Dr. Abram Wendrownik; a professora, pesquisadora e escritora Arlete Sendra; a Casa Francisco Lamego Lar Fabiano de Cristo, representada pela supervisora Neiva Cremonezi de Miranda; a Escola Espírita Cristã Maria de Nazaré, representada pela sua presidente Tércia Gomes; o pastor Manoel Pinto, presidente da organização missionária Volantes de Cristo; a Pastoral Social do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, representada coordenadora Maria da Penha Santana Ribeiro; e o Projeto Alegria, representado pelos idealizadores Gustavo Santos e Júlia Arêas.

Honrados pela lembrança, esses homenageados demonstraram sua gratidão e alegria por fazerem parte de projetos e exercer trabalhos tão significativos e serem reconhecidos.

Confira os depoimentos:

Médico Abram Wendrownik é homenageado pelo Terceira Via (Foto:Silvana Rust)

“Fico muito emocionado porque não espera-
va uma homenagem a essa altura da vida. O que eu faço há 60 anos nessa cidade é justamente cumprir o juramento que fiz na faculdade de Medicina. Cuidar dos meus pacientes com carinho e atenção é meu dever, faz parte da minha essência, é o que eu mais amo. Exatamente por estar apenas exercendo a minha profissão, não acho que mereço receber um prêmio, mas fico muito feliz por receber esse carinho e reconhecimento”.

Dr. Abram Wendrownik

 

Professora, escritora e dramaturga é homenageada Arlete Sendra (Foto: Silvana Rust)

“Receber essa homenagem fala primeiro à emoção. E não quero que desperte a razão porque ela não vai justificar essa honra. Sinto-me profundamente emocionada, agradecida, sensibilizada e também contente por, neste momento da vida, ainda poder colaborar com a sociedade por meio dos movimentos culturais. Ser homenageada pelo Sistema de Comunicação 3ª Via, tão credenciado e gerido por jovens, que são os portadores do futuro, me faz pensar que não vivi em vão”.

Professora Arlete Sendra

 

 

Casa Alberto Lamego Lar Fabiano de Cristo, em Campos

“Desenvolvemos esse trabalho social há anos na cidade de Campos, promovendo a cidadania, a sustentabilidade, a arte e educação do ser integral e atendendo a centenas de pessoas, entre crianças, jovens e idosos. E depois de tanto empenho, de tanta luta e de tanto amor, ver esse trabalho reconhecido nos enche de alegria e de esperança. Essa homenagem nos vem como um testemunho de que estamos contribuindo para a promoção da qualidade de vida dos nossos assistidos que tanto necessitam”.

Neiva Cremonezi de Miranda, supervisora da Casa Alberto Lamego Lar Fabiano de Cristo

 

Escola Espírita Cristã Maria de Nazaré

“A Escola Espírita Cristã Maria de Nazaré, nos seus 60 anos de existência, vem buscando manter o lema proposto por sua fundadora Evany Medina: trabalho, solidariedade e tolerância, indispensável para a atuação social, no cumprimento dos fundamentos evangélicos doutrinários do Espiritismo. Ser homenageada pelo Jornal Terceira Via simboliza o reconhecimento de sua contribuição enquanto instituição religiosa e também social”.

Tércia Gomes, presidente da Escola Espírita Cristã Maria de Nazaré

 

Manoel Pinto é missionário e líder da Igreja Batista Koinonia (Foto: Reprodução)

“É uma honra estar incluído nessa lista de homenageados. Isso me fez perceber que a missão que escolhi, ajudar as pessoas em Campos e em qualquer lugar do mundo, é mais que uma escolha, é um dever! Sinto-me gratificado também porque servir, ir ao encontro das pessoas seja onde elas estiverem, poder ser útil a minha sociedade, atender as necessidades do outro e fazer parte de algo tão lindo é uma alegria. Agradeço ao Sistema de Comunicação 3ª Via, que é tão importante para a região e que tanto divulga os trabalhos da organização Volantes de Cristo, por mais esse reconhecimento”.

Pastor Manoel Pinto

 

Pastoral Social do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

“A Pastoral Social atende, principalmente, a população carente de Campos, oferecendo cursos de geração de renda, além de oficinas de caráter terapêutico, distribuição de cestas básicas etc. Esse é um trabalho que exige dedicação e comprometimento por parte de uma equipe de que não mede esforços para fazer o bem. De início, receber a notícia de que seríamos homenageados pelo Sistema de Comunicação 3ª Via nos assustou porque pensávamos que caridade não deve ser divulgada, mas entendemos que mostrar esse trabalho pode incentivar outras pessoas a assumir essa causa e isso muito nos alegra”.

Maria da Penha Santana Ribeiro, coordenadora da Pastoral Social do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

 

Projeto Alegria em ação com pessoas em situação de rua no Centro de Campos

“Esse reconhecimento é para toda a nossa equipe que trabalha para ser luz nesse mundo escuro que vivemos hoje. Não temos religião, mas praticamos a caridade e o amor universal, distribuindo comida, roupas e abraços a todos aqueles que necessitam de ajuda, sejam crianças em abrigos, idosos em asilo, dependentes químicos ou pessoas em situação de rua. Essa homenagem do 3ª Via nos deixa felizes e gratos porque, além de ser um reconhecimento desse trabalho, também contribui para propagar o bem entre as pessoas”.

Gustavo Santos e Júlia Arêas, idealizadores do Projeto Alegria