Safra de cana de açúcar em Campos vive dia de ação de graças

A Coagro, sediada em Sapucaia, reúne funcionários e fornecedores em evento religioso na sexta-feira

Economia
Por Redação
20 de maio de 2019 - 17h47

Sede da Coagro na localidade de Sapucaia, zona rural de Campos (Foto: Reprodução)

A temporada de colheita da cana de açúcar em Campos deve começar de um modo diferente este ano, para funcionários e diretores da Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro (Coagro). Na próxima sexta-feira (24), às 11h, será realizada uma missa de ação de graças, na sede da companhia, em Sapucaia. A safra 2019/2020 é esperada com grande interesse, pois outras indústrias também estarão funcionando e gerando empregos.  Somente a Coagro, deve gerar no período cerca de três mil empregos  ao  moer 750 mil toneladas de cana .

Há também expectativa para essa safra nas unidades da região, Canabrava e Paraíso, nos distritos de Travessão e Tocos, respectivamente. Segundo o presidente da Coagro, Frederico Paes, como na safra do ano passado, 80% da produção será de etanol e os outros 20% de açúcar.

“Nossa expectativa é de uma safra  de novos tempos,  principalmente pelo anúncio feito governador Wilson Witzel nesta segunda-feira (20). Ele diz que vai  incrementar a produção do etanol  no estado do Rio”, afirmou.  O anúncio foi dado pelo governador do Rio de Janeiro  durante a cerimônia de entrega da  Medalha do Mérito Industrial, ao presidente Jair Bolsonaro, condecorado pela  Federação das Industrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan).