Campanha de combate à dengue começa em Campos nesta sexta-feira

O mosquito transmissor da zica e chicungunha é alvo de um mutirão realizado por agentes municipais de saúde

Saúde
Por Redação
16 de maio de 2019 - 15h12

Agentes do CCZ estarão percorrendo ruas do município (Foto: Carlos Grevi)

Nesta sexta-feira (17), a Prefeitura de Campos dá início aos mutirões de combate ao mosquito Aedes aegypti – transmissor da chicungunha, dengue e zika. Os trabalhos serão realizados às sextas-feiras, a partir das 8h, por agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Superintendência de Limpeza Pública (Sulimp), Superintendência de Postura e Secretaria de Desenvolvimento Ambiental. O primeiro mutirão será em Travessão, KM 13, KM 15 e Jardim Aeroporto com expectativa de visitar mais de 12,3 mil imóveis.

O diretor do CCZ, Marcelo Sales, ressalta que o critério para início das ações foi o resultado do segundo LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti) do ano de 2019, realizado durante a última semana, com índice de 4.4%, sendo considerado de alto risco.

“Vale ressaltar que o CCZ mantém durante o ano todo o trabalho de visitas regulares durante todo o ano. A maior parte dos focos do Aedes foi encontrada em residências habitadas, sendo: 45% em vasos de plantas, 16,4% em ralos sem uso frequente, lajes e calhas, só ai já totalizando 61,4%, o que caracteriza que o perigo está dentro das nossas casas e portanto precisamos nos dedicarmos mais nas medidas preventivas. É extremamente importante que a população colabore com ações, tanto no recebimento da visita dos agentes quanto diariamente, revisando seus quintais”,  frisou Marcelo Sales.

Ainda segundo o diretor do CCZ, independente do LIRAa, já estava programado um grande mutirão para esta sexta no distrito de Travessão, área que concentra hoje o maior número de casos de chicungunha no município.

O município também concentra esforços em busca da adesão de toda a sociedade na batalha contra o Aedes aegypti. Nessa quarta (15), representantes da secretaria de Educação e CCZ se reuniram para definir detalhes da campanha “Campos contra o Aedes aegypti”, que mobilizará escolas rede municipal no combate aos focos do mosquito. A princípio, participarão 15 unidades de diferentes áreas do município.