Visitas e saídas do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca seguem suspensas até dia 23

Detento da unidade foi diagnosticado com meningite bacteriana e está internado no HFM

Campos
Por Redação
14 de maio de 2019 - 18h25

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap-RJ) confirmou que seguem suspensas até 23 de maio tanto as visitas quanto qualquer saída e entrada de presos do Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes. A medida, tomada pela Vara de Execuções Penais nessa segunda-feira (13), faz parte do protocolo de prevenção à meningite bacteriana, já que um detento da unidade foi diagnosticado com a doença.

Ainda segundo a Seap, os detentos e servidores que tiveram contato com o preso estão recebendo o tratamento de quimioprofilaxia. “Informamos que foi descartada, após o resultado dos exames, a contração da meningite pelo outro detento que foi encaminhado ao hospital com sintomas parecidos do primeiro caso”.

O detento segue internado no Hospital Ferreira Machado (HFM). De acordo com a unidade hospitalar, seu estado inspira cuidados. “O outro paciente foi liberado nesta terça-feira (14) e seu diagnóstico só será fechado após o Núcleo de Vigilância Epidemiológica do HFM receber o resultado dos exames que foram encaminhados ao Laboratório Noel Nutels, no Rio de Janeiro”, afirmou o HFM em nota.

Leia também:

Mães e esposas de detentos pedem explicações após suspeita de casos de meningite no Presídio de Campos